Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Seguidores

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Aniversário comemorado com Surfcasting

Para celebrar o 1º aniversário, a Associação dos Unidos da pesca de Torres Vedras vai organizar um concurso de surfcasting.
A prova será realizada nas Praias de Santa Cruz, com pesqueiros marcados.
Fica o convite venham participar, pescar e conviver, consultem o cartaz, para inscrições e informações, podem ligar para o Sérgio Reis Tel: 918757462, ou para o Luis Alfama Tel: 917241638, ou através do email unidosdapesca@gmail.com.




quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Repondo ordem na casa

Pois bem caros leitores, está na hora de ajustar contas convosco, sim convosco, ou pensam que me esquecia!!!
Falo do VII Campeonato de Pesca da Bordinheira, que terminou já no ano passado, mas tenho em atraso 4 provas a relatar.
Foi por várias razões não o fiz ainda, entre as quais falta de tempo, mas acima de tudo, porque na 7ª Prova não levei a maquina gfotografica comigo para o mar e sem material fotográfico os relatos não fazem muito sentido.
Vou relatar agora duas provas no mesmo relato e no proximo as outras 2, já que a memória já não permite lembrar de todos os pormenores, em relatos duplos fica mais harmonioso.
A 7ª Prova começa logo muito bem, o pesqueiro escolhido foi o Matadouro, chego ao mar e reparo que não tinha a maquina comigo, pensei eu para comigo, ficou no carro.
Preparo o material e o engodo, estava na hora de começar a pescar, o mar era mexido e estava na baixa mar, optei por começar no «Buraco da Inês», onde tirei 2 ou 3 tainhas e perdi mais uns peixes.
A maré rapidamente subiu, obrigando-me a mudar de pesqueiro, para onde havia eu de ir agora, para o «Cano de Inox », fazer companhia ao César é claro!!!
Aqui fomos tirando uns peixes, alguns sargos e umas tainhas. já com a maré bem cheia, o peixe falhou, e na ultima hora de prova ainda fui apanhar mais 4 sargos perto das escadas da Empa.
Terminei a jornada com 18 peixes na lata, 9 tainhas, 7 sargos e 2 bodiões, uma pescaria razoável.
Quando cheguei ao carro, procuro pela maquina fotográfica para registar a pescaria, mas nã estava no carro, comecei logo a transpirar, tu queres lá ver que perdia que a perdi, fiquei mais descansado assim que cheguei à colectividade, não só estava lá a maquina como a minha carteira, grande despaçarado, a pesca consome-me todinho he he he.
Apesar da boa pescaria realizada, acabei por ficar em 3º lugar nesta prova, que foi ganha pelo David Forcada que apanhou 31 exemplares, 21 sargos, 6 tainhas e 4 bodiões, totalizando 27485pts.
Em 2º ficou o João Rodrigues com 19380pts, e só depois eu com 16085pts.


Se a tarefa de aproximação ao 1º lugar já estava difícil, ficou ainda mais complicada, com o líder a ganhar mais 2 pontos de vantagem.
Passados 15 dias nova prova, desta feita a 8ª, nesta prova mudei de estratégia, a maré era idêntica à da prova anterior, optei pescar em Ribeira D´ilhas, tendo em conta as boas pescarias realizadas lá pelo líder do campeonato.
Sem me matar muito realizei a jornada sempre na praia em frete aos bares, para esta jornada levei uma nova aquisição para testes, uma cana emprestada pelo César Ribeiro, cana de pesca à inglesa de 3,90mts da Trabucco, caso gostasse ficava com a opção de compra.
Com a maré mais baixa, comecei a pesca sozinho à esquerda da praia, onde tirei algumas tainhas e desferrei outras tantas, com o subir da maré fui andando para a esquerda da praia.
O peixe foi colaborando, as tainhas e sargos iam dando sinal, mas continuei a ver desferrar muito peixe, as conclusões que ia tirando da cana ao longo da jornada não eram as melhores, talvez por ser macia demais ou de não estar feito à cana, as ferragens não eram eficazes e no arranque inicial o peixe desferrava.
Nisto aparece ao pé de mim o dono da cana, César Ribeiro o Bruxo, vinha corrido do Matadouro praticamente a gradar, ao ver que havia peixe ficou a fazer-me companhia até ao final.
A toada continuou no mesmo ritmo e tanto ele como eu fomos tirando uns peixes e desferrando outros tantos.
Este foi um dia anormal, seguramente perdi tanto peixe como o que apanhei, ainda assim foi uma jornada bastante positiva, tendo capturado 8 tainhas, 2 bogas, 16 sargos e 1 salema.


Nesta jornada acabei por vencer com, 20875pts, em segundo e sem arredar pé ficou o David Forcada com 15100pts, a fechar o pódio ficou o César Ribeiro com 12580pts.
A faltar apenas 2 provas para o final, não me dou por vencido, mas com tarefa bem complicada, recuperar 11 pontos em 2 provas não fácil, mas também não é impossível, no proximo relato vêem como terminou o campeonato.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Nem tudo é mau

Ora viva caros amigos, como estamos na força máxima da época robaleira, ultimamente tenho dedicado todas as minhas idas ao mar, praticando a modalidade de spinning, com vinis, mas acima de tudo com amostras rígidas.
Em mente levo sempre a ideia de apanhar algum robalo de bom porte, mas após algumas investidas, com vários tipos de mar e altura de maré, os resultados tem sido fracos no que toca a peixe.

Até agora penas um kileiro se fez à amostra, e acabou num tabuleiro coberto de sal.
Apesar de tudo tenho passado excelentes momentos no mar, partilhando jornadas com outros colegas, este tipo de pesca tem este lado positivo.

Aqui a somar mais uma grade na companhia do Luciano Inácio, pescador do blog Grades na Praia.



Na ultima saída, na companhia do Eduardo não foi grade, mas andou lá perto ;)










Até começarem as provas competitivas, vou continuando a insistir, pode ser que a sorte me sorria, se isso acontecer vocês serão os primeiros a saber.
Abraços e bons lances a todos.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Peixe congelado volta à vida

Se acha que já viu de tudo nesta vida, este vídeo vai surpreendê-lo.
Esta semana foi partilhado no YouTube, o vídeo que está a dar que falar.
Em causa está um peixe que é congelado na hora em Nitrogénio liquido. 
De seguida, o homem que o retira do congelador, pelo que é possível ver nas imagens, o animal parece estar congelado, está totalmente imóvel e coberto de gelo.
Coloca-o num alguidar com água, onde está outro peixe vivo, ao fim de alguns momentos, o animal que estava congelado abre os olhos e começa a nadar.
É possível sobreviver ao congelamento e a choque térmico da temperatura?Pelos vistos é possível.
Não acredita? Veja o vídeo.

Ano Novo, outro Campeonato

Ora viva caros leitores, seguidores, amigos ou simples amantes da pesca desportiva.
É com enorme prazer que convido todos a participar no próximo Campeonato de Pesca na Bordinheira.
O início estava previsto para dia 14 de Fevereiro, dia de São Valentim, a pedido de muitos pescadores, mas acima de tudo, das esposas dos pescadores, alteramos a data para 28 do mesmo mês, assim já não tem desculpa para não participarem ha ha ha....
Passo a explicar a dinâmica, o campeonato é composto por 10 provas, todas as datas estão afixadas na barra lateral direita do blog, o valor da inscrição é de 10 por prova com almoço incluído.
Os participantes, podem praticar qualquer tipo pesca desde que seja apeada, a área de pesca vai do Bico da Corva (Porto Novo), até ao Matadouro, na Ericeira(escadas da capela de São Sebastião), cada um pesca onde quiser.
No final da pescaria, é realizada a pesagem do pescado na sede do A.D.R.C da Bordinheira, seguindo-se o almoço convívio feito pelas cozinheiras da terra (5 estrelas), seguido da entrega de prémios aos 5 primeiros classificados dessa jornada.
No final do campeonato haverá uma boa montra de prémios para todos os participantes, a escolher pela ordem de classificação geral.
Está aberto mais um ano de muita pesca, alguma competição, bastante amizade e animação, mas acima de tudo muito convívio, onde no final o que menos importa serão os resultados desportivos.
Quem estiver interessado pode inscrever-se deixando o nome aqui ou ligando para os contactos que estão no cartaz.
Apareçam pois serão bem vindos!!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...