Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Regresso às Aulas

Com o inicio do ano escolar à porta, nada melhor que fechar a época de férias escolares do meu júnior que uma pescaria com o pai.
Como já é habitual no convívio de pesca da A.C.D.R. dos Arneiros lá fomos nós participar, eu abdicando da minha pescaria em prol de auxiliar o pequeno na sua jornada, sempre com o principal objectivo de dar uma tareia no avô.
Depois da concentração matinal na sede da associação, lá arrancamos para o mar, sem destino pensado, uma primeira olhadela pelos spots para ver onde íamos cair.
A escolha desta vez foi Cambelas, pois parecia oferecer boas condições para esta jornada, mar mexido, bem certinho, maré a subir, faziam prever uma boa jornada de pesca.
O tipo de pesca já sabem qual foi, a habitual pesca à bóia com engodo de sardinha e lombos de sardinha para isco, uma pesca ligeira com fio 0,18mm e bóia de 4grs.
Quanto ao relato da jornada piscatória, desta vez não o vou fazer já que está bem documentado no video com que vos presenteio, apenas digo que foi uma jornada bastante activa e animada.
Com os sargotes a fazerem as delicias do pequeno, algumas bailas e tainhas também, muito peixe pequeno a ser devolvido e bem pelo João, que apesar de terem peso mínimo insistia em o devolver ao mar, uma boa atitude, a demonstrar que está no caminho certo.

No final aproveitaram-se 17 peixes, 13 sargos, 2 bailas e 2 tainhas, uma pesca engraçada que dava boas perspectivas de alcaçar o seu principal objectivo.
Depois da pesagem e entrega do pescado, os resultados obtidos foram melhores que os esperados,  acabou por ficar em 1º lugar totalizando 17000pts, bem à frente do avô que ficou em 8º lugar com metade dos pontos e ganhou ainda o prémio para o maior numero de exemplares com 17 peixes, não podia ter melhor fecho da sua época piscatória.



Em segundo lugar ficou o Miguel Santos com 15120pts e a fechar o pódio ficou o João Rodrigues com 13390pts.
Agora à que voltar aos estudos com a minha promessa se as notas forem positivas, volta a ter oportunidade de participar no Convívio dos Casais de São Lourenço que se vai realizar no dia 13 de Novembro.
Quanto a mim, vou continuando a minha luta competitiva, com mais uma jornada para o campeonato da Bordinheira que se realizou este fim de semana passado, que com certeza em breve vou relatar para todos vós.
Abraços e bons lances.

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Para Matar Saudades

Este é um relato de uma pescaria realizada no dia 5 de Junho, no 2º Convívio de Pesca da Feira Oeste Natura 2016, que mais uma vez se realizou no litoral e Torres Vedras.
Este post tem uma dedicatória especial, vai para um companheiro de pesca que tive o privilégio de conhecer à pouco mais de um ano, com quem partilhei algumas pescarias e conhecimentos, esta pescaria foi realizada na sua companhia, serve pare ele matar saudades dos convívios mas acima de tudo das boas amizades.
O pesqueiro escolhido foi Porto Chão, o mar estava manso, a  maré vazia a meio da prova, fazia prever uma boa jornada de pesca à bóia, já que permitia alcançar uns buracos sargalheiros que conheço bem.

Nesta prova estreei uma cana nova, uma Barros Ultron Telematch de 4,20mts, ideal para pescas ligeiras, com uma bóia de 3grs e fio 0,16mm.
Depois de preparado o engodo de sardinha, uns lombos de sardinha para isco, era hora de ver se o peixe lá estava, avançamos mar dentro até alcançarmos a pedra desejada, pesqueiro engodado a preceito e timidamente lá foram aparecendo uns sargos para nos animar.
A pesca foi-se compondo, entre alguns peixes desferrados e outros a partir, entretanto apareceram umas salemas de grande porte que fizeram desaparecer os sargos e nos proporcionaram bons momentos de luta.
Com a maré a sacudir-nos do pesqueiro, fomos obrigados a procurar peixe noutro spot, com o mar manso e aguas abertas, os locais onde fazia alguma feição eram escassos, terminamos a pescaria na Caldeira quando os sargos estavam a entrar em força.

No final ainda consegui uma pesca engraçada, com 3 salemas, um robalote e 19 sargos, foi uma estreia bastante positiva da nova cana, que se revelou uma boa aposta, bastante leve o que permite bom conforto, mata muito bem o peixe assim como permite uma boa e rápida ferragem, não é uma cana para levantar peixe, perfeita para o tipo de pesca que mais gosto, dentro de agua ou ao nível dela.
Depois de realizada a pesagem e do almoço bem regado seguimos com a entrega dos prémios, consegui repetir o feito da edição do ano passado, arrecadando o prémio para maior numero de exemplares e ganhando a prova.
Em 2º lugar ficou o João Fastré da GAP Magoito e a fechar o pódio ficou o João Rodrigues.

Por equipas e clubes a A.D.R.C Bordinhera saiu vitoriosa.
O maior exemplar foi uma tainha com 1,075kg capturada pelo António Malaquias.
Este ano foi assim, para o ano vamos ver como vai ser!!!
Abraços e bons lances companheiros.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...