Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

segunda-feira, 29 de abril de 2013

6ª Prova do campeonato 2013 da Bordinheira


Realizou-se ontem a 6ª prova do campeonato de pesca da Bordinheira, mais uma vez as previsões não eram as melhores, devido ao forte vento e ao mar com alguma força com aguas um pouco tapadas.
Depois de analisar as condições no sábado, fiquei tentado a voltar à praia da Foz, como se costuma dizer, equipa que ganha não se mexe, e como a hora de maré era idêntica à da prova anterior, com umas pequenas diferenças, a amplitude de maré era um pouco maior, o pesqueiro já tinha um pouco mais de areia, mas resolvi apostar lá na mesma.
Com os habituais companheiros de jornada lá fomos nós, chegados ao pesqueiro o habitue, montar uma cana com fio 0,165mm e mesmo com muito vento uma bóia de 3grs, pois a pesca ia ser feita bem próximo da agua, para diminuir a folga no fio.
Faço um balde de engodo bem forte com areia, engodo bem o pesqueiro, e toca de iscar com beliscos dos lombos de sardinha, isca vai, isca vem e peixe nem sinal, passado uma hora lá consigo ferrar um sargote, mais uns lançamentos e o mar era um deserto autentico.
Com a falta de peixe no 1º pesqueiro, tinha de me mudar de pesqueiro, vou até á laje da mesa, mas mais do mesmo, nem um toque.
Com o vento a aumentar continuei na procura do peixe, fui andando até Porto Chão onde consegui tirar uma tainha apenas, a coisa estava complicada e o desanimo apoderava-se de mim, no caminho inverso faço mais 2 ou 3 pesqueiros, mas era mesmo dia não.
Na ultima meia hora lá consegui tirar 3 salemas perto do Fausto, quando já não tinha esperança nenhuma e compor um pouco a pesca.
Num dia muito complicado de pesca, confirmou-se o que esperava, a prova foi ganha pelo João Carvalho, no pesqueiro do Cavalinho com 34 salemas e 2 tainhas, para ele os meus parabéns, em 2º ficou o César Ribeiro e em 3º o Gonçalo Forcada, o trio do buraco do Cavalinho a fazer o pleno no pódio.
Apesar de ter corrido mal, fiquei em 10º lugar, e cedi o 1º lugar do campeonato para o João Carvalho que está a fazer um campeonato muito regular.

O almoço e convívio correram 5 estrelas como sempre, agora que venha a próxima prova.
Neste momento continuo a perguntar-me, onde é que anda o peixe de qualidade? Tem sido um ano atípico pois é só salemas, nesta prova não apareceu um sargo que pontuasse, nem um robalo, algo de estranho se passa mas ainda não percebi!!!!    

sábado, 27 de abril de 2013

Vamos todos à pesca!!!!



Já falta pouco para o grande concurso anual da Associação Desportiva, Recreativa e Cultural da Bordinheira, vai realizar-se no dia 12 de Maio no litoral do concelho de Torres Vedras.
Gostaria de convidar todos os pescadores a participarem  num dos melhores concursos de pesca da região Oeste onde esperamos contar com a presença de 200 pescadores para um grande convívio, onde vão estar excelentes prémios em disputa.
Para inscrições contactar o 261332200 ou 918204840, vai valer a pena pelo almoço e pelo bom ambiente que uma prova destas nos oferece.
 Venham e tragam um amigo pois será um dia muito bem passado numa terra que gosta de bem receber.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Nem só de peixe vive o homem!!!


Nem só de pesca e de peixe vive o homem, é uma realidade que não devemos esquecer para nunca perdermos o equilíbrio, como tenho andado a trabalhar longe de casa, este fim de semana fiz gazeta na pesca para estar com amigos e principalmente com a família.
Apesar de gostar muito da pesca tento seguir algumas regras que o meu pai me incutiu desde pequeno, que são em 1º lugar está a família  depois o trabalho e só depois o divertimento( neste caso a pesca), o complicado é mesmo gerir tudo isto, mas com um pouco de bom senso dá para conciliar tudo.
No sábado não pude falhar ao convite irrecusável  dos amigos de pesca da equipa Night Fish, para uma jantarada em família, na tão afamada e típica adega, claro que a noite prometia. 
Depois da magnifica feijoada de chocos entre outras iguarias como uma caracolada à Night Fish, já com uns copos bem bebidos a visão era outra e a pesca foi tema principal de conversa, com as saudáveis picardias e brincadeiras entre todos.
Grandes momentos de descontracção e risadas, onde podemos aprender bastante com pessoal 5 estrelas, bastante vivido na pesca e não só, só tenho a agradecer a maneira como fui magnificamente bem recebido.



A uma certa hora a visão já estava como a foto, um pouco distorcida,  há pois é hi hi hi, tenho faltado aos treinos depois dá nisto.
No domingo para desmoer queimar os excessos  de comida (e não só!!!), juntei o útil ao agradável e fui com a minha esposa e filho fazer um divertido e longo, passeio de bicicleta até à praia da Foz, pois fim de semana sem ver o mar e sentir o seu aroma, não é fim de semana, foram sem duvida 2 dias bem passados, onde sem stress a pesca ficou em 2º plano e deu para carregar baterias para mais uma semana de trabalho longe de casa.



Não se esqueçam destas importantes regras, pois só assim a vida tem sentido, um abraço e boas pescas.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Feira de Caça, Pesca e Natureza do Oeste 2013


O Parque Regional de Exposições (Expotorres), em Torres Vedras, acolhe a realização da 5.ª edição da Feira da Caça, Pesca e Natureza do Oeste, que decorrerá de 25 a 28 de abril.

Esta mostra contará com atividades permanentes, que incluem uma exposição de fauna viva e espécies cinegéticas, um campo de treino de caça para cachorros e tasquinhas da caça (na zona de exposição); bem como com um conjunto de iniciativas diverso que passa pela realização de concursos de cães de caça, demonstrações de cães de parar, largada de perdizes, corridas de galgos, animação e demonstrações equestres, colóquios e momentos de animação.
Com a iniciativa, organizada pela Câmara Municipal de Torres Vedras, a Federação das Zonas de Caça do Oeste- Oestecaça e a Associação Portuguesa de Equitação de Jovens Cavaleiros.
Para mais informações ver http://www.cm-tvedras.pt/outros/agenda/detalhes/?id=3991 .

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Olha ó peixe fresquinho!!!

Esta semana andei em trabalho pelo norte, mais propriamente em Gaia, bem perto do mar e do rio Douro, zona com tradição piscatória  vejo uma varina passar com uma cesta de peixe á cabeça e um alguidar de braçado, apregoando bem alto «Olha ó peixe fresquinho», depois ia de porta em porta vender. 



Trazia boa pescada, uns robalos, carapaus e jaquinzinhos, parece que tinha voltado uns bons anos atrás, pois esta é uma profissão que ainda existe mas em poucos sítios, é uma tradição que tem tendência em desaparecer, não só pela dureza do trabalho mas pelas imposições da ASAE.
Achei bastante engraçado e pedi para tirar uma fotografia, penso que merece ser publicada, pois tem tudo a ver com o mar.
Depois de apanhado o peixe em pequenos barcos, recorrendo maioritariamente  à arte xavega, e era assim vendido o peixe noutros tempos, e nos tempos de hoje.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

5ª Prova do campeonato 2013 da Bordinheira

Este domingo realizou-se a 5ª prova do campeonato de pesca da Bordinheira, com o campeonato ao rubro a expectativa era mais que muita, nesta prova seria o desempate provisório do 1º lugar.
Depois da volta habitual no sábado para ver as condições dos pesqueiros, optei por arriscar na praia da Foz do Sizandro, um pesqueiro pouco pescado nos últimos meses devido á falta de condições nos últimos meses, a maré era a ideal para este local tanto em amplitude como na hora da maré pois permitia pescar durante toda a prova sem me deslocar muito tirando dai maior proveito do tempo útil de pesca.
Mais uma vez fui com o meu pai e com o amigo Artur para mais uma aventura, a caminho do pesqueiro as primeiras dificuldades, o carril de passagem simplesmente não existia, foi destruído com as intempéries,  tivemos de passar com alguma dificuldade pelo rio, ao tentar subir algum material do Artur caiu ao rio e ficou à deriva, após o recuperar seguimos caminho.
O mar estava mais mexido que no dia anterior e com alguns enchios, mas as aguas estavam com boa cor, sem grande pressa pois a maré ainda estava alta, montei a cana com fio 0,165mm e uma bóia de 3grs, preparei um bom balde de engodo de sardinha com areia, engodo bem o pesqueiro e preparo uns filetes de sardinha para isca.
Sem grande fé começo a pescar, sinto logo peixe no 1º lançamento mas não ferrou, volto a iscar e desta ferro uma salema, trabalho o peixe e com ajuda do Artur com o camaroeiro, ponho-o a seco, mais uns tantos lançamentos e mais umas salemas na lata, o Artur igual, conforme a maré foi descendo, fomos acompanhando e sempre a sentir peixe. 
Já dentro do poço as salemas desapareceram, e consegui enganar 3 sargos e um robalinho, e 3 tainhas, com a maré quase dar a volta deixei de sentir peixe, olho para sul e digo ao Artur, «Vou ali á Mesa matar 4 ou 5 peixes num instante», levo apenas o balde de engodo e a cana e na cintura a caixa da isca. 
Engodo bem junto à laje e venho recuando e engodando mesmo junto á praia, para o engodo ir correndo com calma até ao local onde pretendo, foi só a pesca cair na agua e comecei a tirar salemas umas atrás das outras, numa hora e pouco, tirei algumas 20.


No final estava satisfeito com a pescaria mas não com a qualidade do peixe, tinha quase 2 latas de peixe, foram 39 peixes até agora o maior numero de exemplares capturados no campeonato, no total 19,390kg de peixe, somando 40630 pontos.
O pesqueiro correspondeu ás expectativas tendo-se revelado uma boa aposta e consegui ganhar mais uma prova, isolando-me novamente no 1º lugar, apesar da magra vantagem de apenas 1 ponto, já que o João Carvalho ficou em 2º lugar também com uma boa pescaria, a fechar o pódio ficou o César Ribeiro.
Com tanta azafama piscatória quase que não tinha fotos, ainda assim o amigo Artur tirou algumas boas fotos, o resto do dia foi como todos sabem, um boa comida, boa bebida e o convívio do costume, agora que venha o próximo capitulo.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Concurso de pesca A.C.B.S. António Varatojo

Mais uma vez realizou-se o concurso anual de pesca do Varatojo, um dos mais conceituados do concelho de Torres Vedras, que faço questão de participar.
O tempo ajudou, que com um dia primaveril fez com que comparecessem 150 pescadores neste convívio.
O mar apesar de se apresentar calmo, ainda estava bastante barrento, devido ás fortes chuvadas dos últimos dias, o que dificultou a pescaria, eu principalmente não me dou muito bem com o mar desta cor, mas a vontade de pescar fala sempre mais alto.
Depois da difícil tarefa de escolher um pesqueiro, onde as aguas tivessem com melhor aspecto, acabei por ir para a Calada, que mesmo sem estar com boa cor era onde se apresentavam melhores, tralha ás costas e toca de dar corda aos sapatos, pois o caminho até ao pesqueiro ainda era longo, depois de meia hora a andar fui parar á  praia das Escadinhas, quase na Assenta.
A maré já repontava á uma hora, faço um bom balde de engodo, e como as águas eram tapadas, optei por montar uma cana com fio 0,185mm e uma bóia de 5grs, espero pela hora de inicio da prova e começo a engodar o pesqueiro.
Preparo uns filetes de sardinha para isca e toca de por a pesca de molho, sem grande convicção lá ia tentando a minha sorte, e passado alguns minutos tiro um bom sargo, a grade estava safa, vou engodando a miude e meia dúzia de lançamentos tiro um robalote, insisto mais um bocado, mas o mar começou a correr com o engodo para sul e não senti mais nada.
Era hora de mudar de local, pego na cana e vou um pouco mais para sul, onde o engodo estava a ir e aguentava a bóia, lanço e apanho logo mais um sargo, apesar da boas condições não sinto mais nada.
Como a maré já estava com uma altura boa, tentei a sorte no Curralinho pesqueiro que já muitas alegrias me deu e onde estava o meu pai que ainda não tinha sentido nada, lanço e tranco logo uma salema que desferrou, volto a lançar e tranco uma que tiro, nisto o meu pai tira mais 2, com a maré a sacudir-me do pesqueiro ainda tiro uma tainha e mais um robalote.





Aqui etá o João Carvalho em grande ação, a trabalhar bem como sempre e a mostrar que está em grande forma, dá gosto ver, e o Cesár a ajudar no camaroeiro.
Faltava apenas uma hora para terminar a prova, e vou andando para o lado do carro, passo pelo João , César e Gonçalo que estavam a tirar uma tainhas e salemas, aproveito para tirar uma fotos e acabei a pescaria ali perto deles, ainda tirei mais 2 salemas, no final tinha 8 peixes, totalizei 8860 pontos, fiquei em 14º lugar.

 No 1º lugar ficou o meu colega de equipa Fausto Matos que apanhou a maior quantidade de exemplares da prova com 22 peixes, 6 tainhas e 16 salemas, a quem dou os parabéns pela merecida vitória.
No 2º lugar ficou o João Carvalho, e a fechar o pódio ficou o José Pejapes que alem de outros peixes apanhou o maior exemplar da prova, um robalo com 2,224kgs.
Por equipas ganhou o G.A.P.Magoito, e por clubes ganhou a Bordinheira.



Quero salientar a excelente organização, que merece os parabéns, pois proporcionaram mais um grande dia de convívio, servindo uma excelente feijoada entre outros petiscos, e para o ano lá estaremos novamente.

sábado, 6 de abril de 2013

Como tirar a licença de pesca

Após a minha licença ter caducado, chegou altura de a renovar para estar dentro da lei, embora seja do conhecimento de quase todos como se faz achei que poderia dar um post para ajudar os iniciantes na pesca.
É possível a qualquer cidadão, titular de Bilhete de Identidade Nacional, obter a sua licença de pesca lúdica através de uma caixa Multibanco.
Para tal, depois de introduzir o Cartão e o respectivo código, deverá seleccionar a opção Pagamento de Serviços, após o que surgirá o seguinte ecrã,


Neste ecrã, deverá seleccionar a opção “Estado e sector público”, após o que surgirá o seguinte ecrã,


Neste ecrã deverá seleccionar a opção “Licenciamento de pesca lúdica”, após o que surgirão, sequencialmente, os seguintes ecrãs, através dos quais poderá seleccionar o tipo de licença pretendida, a área onde pretende operar (seleccionando local e posteriormente uma Capitania, ou seleccionando Nacional, caso pretenda operar em toda a costa do Continente), o período de validade pretendido (mensal, anual ou 3 anos).




As letras, no Multibanco, serão substituídas pela designação das diferentes Capitanias.
Depois existem os campos nº de contribuinte e nº de telemóvel, que não são obrigatórios, e o numero de Bilhete de Identidade, este sim obrigatório.




Após terminar o processo de selecção, o talão emitido constitui a licença de pesca lúdica, podendo ser fotocopiado e plastificado, para efeitos de melhor preservação.
Salienta-se que qualquer pessoa, desde que possua um cartão de Multibanco, poderá solicitar a emissão de uma licença de pesca lúdica para outra pessoa, desde que disponha do respectivo nº do Bilhete de Identidade.
Agora já com a licença tirada estamos prontos para ir à pesca, resta saber se algum dia vamos ter de apresentar a licença a algum agente da autoridade ou se simplesmente é mais um documento feito para contribuir com algum dinheiro para o Estado, sem dai tirarmos grande proveito, pois em 6 anos de pesca nem uma única vez fui fiscalizado e nunca vi ninguém ser!!!
Pelo menos estou descansado à pesca pois sei que cumpro o meu dever, espero que todos os pescadores façam o mesmo, e que as autoridades cumpram o seu dever também.

Fonte : Forum G-SAT

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...