Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Olha ó peixe fresquinho!!!

Esta semana andei em trabalho pelo norte, mais propriamente em Gaia, bem perto do mar e do rio Douro, zona com tradição piscatória  vejo uma varina passar com uma cesta de peixe á cabeça e um alguidar de braçado, apregoando bem alto «Olha ó peixe fresquinho», depois ia de porta em porta vender. 



Trazia boa pescada, uns robalos, carapaus e jaquinzinhos, parece que tinha voltado uns bons anos atrás, pois esta é uma profissão que ainda existe mas em poucos sítios, é uma tradição que tem tendência em desaparecer, não só pela dureza do trabalho mas pelas imposições da ASAE.
Achei bastante engraçado e pedi para tirar uma fotografia, penso que merece ser publicada, pois tem tudo a ver com o mar.
Depois de apanhado o peixe em pequenos barcos, recorrendo maioritariamente  à arte xavega, e era assim vendido o peixe noutros tempos, e nos tempos de hoje.

8 comentários:

  1. Boas Pedro

    sem dúvida grandes fotos ,já parece que são de


    outrora mas ...bem recentes .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo assim Nuno, foi por isso que tirei fotos e publiquei pois já não se vê muitas varinas.
      Um abraço

      Eliminar
  2. As nossas tradições,amigo infelizmente tem se perdido tudo o mundo para mim evolui num sentido que não serve a humanidade em nenhum aspeto que realmente representa o real sentido da vida,mas isto sou só eu a divagar,parabéns pelas fotos e pelo report,nunca é demais recordar,pois recordar é viver,grande abraço pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno é pena mas é mesmo assim, penso da mesma maneira que tu, a evolução tem o lado bom mas também tem o reverso da medalha.
      Sem duvida que é bom recordar uma coisa que tende em desaparecer.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Isso ASAE... Não sei... Amanhã já lá estão batidos...:)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelos vistos no norte a coisa funciona de outra maneira, posivelmente a ASAE não tem gasolina pará ir até lá, ainda bem pois é uma tradição que não se devia perder.
      Um abraço

      Eliminar
  4. Boas Pedro,

    Parabéns pelas fotos, mais uma vez o que temos de bom em Portugal tem as horas contadas pelos governantes, mas fico contente por ainda haver mulheres que o mantenham a tradição o espírito e sacrifício de apresentar o que de melhor temos em Portugal,(Peixinho fresco).

    Boa semana


    Abraço
    NA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Nelson, é uma realidade que se tem perdido muitas e boas tradições, como é o caso, espero que pelo menos esta se mantenha pois é uma profissão bastante digna e de grande sacrificio não só de quem vende de como quem faz a faina no mar em busca de uma das maiores riquesas de Portugal, o peixe fresquisimo.
      Um abraço

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...