Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia, spinning e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste

Segue-me no Facebook

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Na Leitaria Costa 2 recordes batidos duma só vez

Pois bem caros amigos e seguidores e leitores do blog, tal como prometido irei retomar as lides dos relatos aqui no blog, do qual andei afastado e praticamente inactivo durante estes 2 últimos anos.

Com o final do ano à porta, escasseiam as provas de pesca desportiva de competição, é a altura ideal para desenjoar da pesca à bóia e ir tentar apanhar uns robalos ao spinning.

Esta jornada tem a sua historia, tal como muitas outras, neste caso muito peculiar, mais uma daquelas que ficam para sempre.
Vou começa-la assim, estava eu em casa com a cabeça feita num 8 por causa das novidades que tinha acabado de receber no trabalho, teria que ir a Cabo Verde durante 3 semanas, isto caiu como uma bomba.

Esta situação tirou-me completamente o sono, voltas e voltas na cama, mas pregar o olho nada.
Para ajudar à falta de sono, estava na minha semana de piquete nocturno, sempre na expectativa que o telemóvel tocasse para me chamarem para alguma urgência nocturna, ficando assim com o dia livre para ir pescar, se calhar era mesmo isto que me estava a tirar o sono, e não o trabalho.
Se por acaso  isso acontecesse já tinha a coisa combinada com o amigo Tiago Lucas que estava de férias e ia fazer o romper da manhã ao spinning.

Para agravar a minha situação de ansiedade, acabara de ser expulso da cama, devido da minha inquietude que estava a perturbar o sono da minha santa esposa, não hesitou em mandar-me ir para o sofá, cenas típicas de casais he he he.
Era 1 da manhã, vou para a sala, ligo a televisão e começo e fazer zaping até que fiquei a ver um filme que me despertou atenção.
Por volta das 2 da manhã toca o telefone, era a tal avaria que precisava, levantei-me do sofá e em 3 tempos estava fardado e a sair para o trabalho.

Comecei logo a fazer contas de cabeça, tenho de despachar o trabalho cedo, para ver se consigo estar no mar por volta das 7 da manhã.
A coisa correu bem, despachei o trabalho bem cedo como queria e ás 6 da manhã estava em casa a trocar a farda de trabalho pela da pesca.

Tudo pronto e vai ele que nem um desalmado, chegado ao local combinado, a presei-me a colocar as amostras a trabalhar, fui caminhando ao encontro do Tiago, fazendo meia dúzia de lances nos cantinhos onde fazia feição.

Entre algumas trocas de amostras, e pontos quentes batidos sem resultados, lá dei com o Tiago Lucas que estava com o primo a tentarem a sorte mas sem um único toque.
Ainda era escuro, mas aproximava-se aquela hora fatal, o crepúsculo, após 2 dedos de conversa, uma nova troca de amostra, desta feita para uma Vega AKADA cavala, ao 2º ou 3º lançamento TAU, drag a cantar e pouco depois estava cá fora um bom robalo, na casa dos 2kg, já me sentia satisfeito pois a grade estava safa.

Peixe no saco e toca de mandar mais uns lançamentos, sempre na expectativa de ter sorte novamente, mas parecia ser aquele o único que por ali andava.
Com a maré praticamente cheia, puxo da Silent Assasine, aquela amostra que apenas uso em situações que me garantam que não vai lá ficar agarrada em alguma pedra.

Poucos lançamentos feitos e TAU novamente, desta feita ferrou praticamente na rebentação, após uma arrancadas, cá estava ele fora da água.
 Acelero o passo para aproveitar o momento, novos lançamentos e mais um da mesma bitola no saco e mais 2 que desferraram pelo caminho.

Parecia que tinha mel o raio da amostra, não é que em pouco mais de meia hora fez 4 ferragens, o Tiago e o primo nem um toque, já me chamavam de leiteiro.

Lá continuei a insistir, e pouco depois tinha outro na ponta da linha, ZZZZZZ....zzzzzzzz...este parecia-me maior, e digo ao Tiago que me estava a ajudar, este deve ter 3,5kg, é um bom peixe.
Com calma fui tentando encalhar o peixe, ele estava já ali na rebentação, mas como ainda era de noite não queríamos apontar lanternas para a agua, tentei aproveitar uma onda para o colocar a seco, ele veio cá acima, foi só ai que já com a lanterna acesa virados para terra, que vimos o tamanho do bicho, mas não lhe conseguimos por a mão em cima.
É um grande peixão dizia o Tiago, tem calma pá!!!
2 ou 3 ondas depois lá o consegui fazer subir novamente e deitar-lhe a mão, sorriso de orelha a orelha e claro uma enorme satisfação, mas que belo robalo, peixe de uma vida mesmo.
Pesado na hora com a balança do Tiago acusou 6,750kg, recorde pessoal batido, foi sem duvida a cereja no topo do bolo.

Ainda insistimos mais, mas não deu mais nada, a Leitaria como carinhosamente o Tiago Lucas apelidou aquele cantinho, já estava seca he he he
Outro recorde batido foi o numero de exemplares capturados numa só pesca, era de 3 peixes e passou a ser de 4.


Um agradecimento especial aos meus companheiros de jornada, pela companhia, pela ajuda, pelo empréstimo de um saco para o peixe, já que o meu era pequeno, não estou habituado a tanto peixe he he he e pelas fotos, só assim é que imortalizamos estes momentos únicos para o resto da vida.
Já em casa o pescador mais novo da dinastia Franco também quis tirar uma foto com o peixe e o bichinho do spinnig já lhe desperta bastante interesse, insiste em querer lá ir mandar umas amostras, por vários motivos mas principalmente a segurança, acho que ainda é cedo para se iniciar neste tipo de pesca, talvez para o ano vá.

Claro que após esta manhã de spinning bastante produtiva, tínhamos de lá voltar para fazer o anoitecer, e ver se a Leitaria Costa tinha mais alguns peixes para nos dar, mas isso fica para um  próximo relato.


11 comentários:

  1. É ASSIM QUE SE APANHAM BONS EXEMPLARES, COM PERSISTÊNCIA, E ACREDITANDO SEMPRE. PARABÉNS, CONTINUE SEMPRE ASSIM, POIS OUTROS VIRAM.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa tarde Fernando, sem duvida que a persistência ajuda, mas a sorte na pesca ao spinning tem de estar lá, não pondo de lado alguns conhecimentos importantíssimos que ajudam a apanhar peixe, pontos quentes, alturas certas para cada spot, mar com as condições ideais para cada spot e aquelas horinhas fatais. Vamos aguardar para ver próximos resultados, grande abraço e vá continuando a passar por aqui que é muito bem vindo.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigado amigo, desde já agradeço a sua visita e comentário, é sempre bem vindo a este espaço.
      Grande abraço e continue a passar por aqui e comentar sempre que deseje.

      Eliminar
  3. Boas Pedro,
    Voltaste às lides e entraste logo com o pé direito! Isso é que é!
    Dois recordes batidos é sempre um regalo, essas fainas!
    É para isso que a gente passa tantos sacrifícios... :)
    O Junior para spinnar ainda precisa de mais uns toques, a não ser assim ao final do dia, porque de noite acho perigoso, é preciso ter experiência, pode vir uma onda e é complicado!
    Bom agora venha a próxima que deve ser novo recorde!

    Forte Abraço e aperta com eles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Manuel, senti aquele apelo e saudades das escritas, vou voltar aos relatos e postagens.
      Desde já agradeço a tua presença e comentário, realmente ainda é cedo para por o miúdo nas andanças do spinning, concordo contigo é uma pesca perigosa e não é de fácil aprendizagem, mas assim ao final da tarde, numa praia de areia dá para ele iniciar, já este ano quando estive na costa alentejana, mais propriamente em Odecexe fui pô-lo a mandar umas amostras na saída do rio ao romper da manhã, mas não se estreou he he he vai levar muitas grades às costas que desiste logo :)
      Grande abraço e vamos lá ver como correm as próximas jornadas.

      Eliminar
  4. Comé Pedro!
    Desde já parabéns pelo recorde, é sempre bom bater novos recordes na pesca, apanhar bons Robalos ao spinning é muito viciante, certamente nunca mais te vais esquecer desse dia por uma boa razão ;)
    Um bonito Robalo sem duvida...
    Desta vez mesmo que o quisesses guardar dentro da mochila não cabia, ou então lá tinhas de deixar o fecho aberto mais uma vez hahahahha

    Fico contente que voltes aos relatos no blogue, pois actualmente isto anda muito fraco de blogues, o pessoal prefere postar só no Face mas não é a mesma coisa, nem pouco mais ou menos...
    Saúde da boa e força aí...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas mestre Lobo,
      obrigado companheiro, estes exemplares é que nos fazem sonhar, muitas vezes nem dormir, este ano já estou a ficar mal habituado, grades contam-se pelos dedos he he he
      Este não cabia dentro da minha mochila, o meu amigo é que já anda prevenido com um saco grande para estes torpedos ou para aquelas pescas em quantidades, curiosamente estes eram tão pesados que lhe rebentaram com as alças do saco, foi o teste ao saco pois nem eu nem ele estamos habituados a tanto quilo de peixe comprido.
      Eu compreendo a malta, postar no face dá menos trabalho e tem mais alcance, mas não é a mesma coisa nem nada que se pareça, por esse e outros motivos vou voltar a escrever grandes relatos e brincar um pouco aos escritores.
      Grande abraço e bons lances amigo.

      Eliminar
  5. Viva Pedro.
    Muitos parabéns, grande robalão caraças, eheeheheh, imagino a caninha do spinnig a vergar, eheheheheh.
    Uma pesca para recordar para a vida...
    Então vais para cabo verde a conta da empresa e não queres, eheheheh, aproveita mas é, depois dás lá uns mergulhos nas horas vagas e ainda vai a pesca com alguém:)

    Como o Pedro diz, blog é blog, fazes bem em voltar, podes é fazer relatos assim destas pescarias sem ser e campeonatos, é mais porreiro para entreter a malta, pois a qualidade do peixe é outra.

    Força ai e mais uma vez parabéns pelo record:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado grande João,
      é verdade que a cana vergou, mas olha que não tive a noção do tamanho real do peixe, pensava que era peixe para 4kg, só quando o vimos cá fora é que me assustei, grande torpedo.
      Esta é uma pesca para recordar, até agora a melhor pesca que fiz ao spinning.
      Isto de passar umas temporadas fora custa, e como foi falado em cima do joelho não estava preparado, vou tentar aproveitar, já deu uns mergulhos, bebi umas cervejas, comi uns belos petiscos mas pesca vai ser difícil de acontecer mas não impossível.
      A minha volta é lides dos relatos vai manter a mesma toada, pois a minha pesca de eleição continua a ser a pesca à bóia e as pescas de competição, o tempo é pouco para me dedicar apenas à procura de grandes exemplares, eu percebo o teu ponto de vista, logo vemos como correm as próximas aventuras.

      Grande abraço e bons lances amigo.

      Eliminar
  6. Parabéns Pedro,pelo os recordes batidos e pelo o robalao 😁
    Grande abraço

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...