Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sábado, 6 de julho de 2013

Qual grande exemplar, qual quê!!!

Este passado fim de semana dediquei o meu tempo de pesca ao meu fiel aprendiz, e fomos os 2 passar umas boas horas no mar para mais uma aula de pesca.
E que grande jornada foi esta, apesar de muito peixe capturado a maior parte foi devolvido pois não tinha medida, mas uma coisa vos garanto, que apesar de não ter pescado, foi dos dias que mais satisfação me deu nos últimos tempos, a ligação perfeita, só eu e o meu filho, com uma imensidão de um oceano pela frente, partilhando um gosto e vicio comum por este apaixonante desporto que é a pesca.
Qual grande exemplar, qual quê!!!Nem a vitória mais gloriosa de um grande concurso ou de campeonato me deixa tão orgulhoso e quase sem palavras para descrever o que senti neste dia.
Isto foi o que sempre desejei, ter um filho que gostasse da pesca, e agora ver o interesse e devoção, a dedicação e principalmente a sua evolução quando está de cana na mão, deixa-me um turbilhão de fortes emoções que me preenchem por completo, e me fazem voltar atrás no tempo e relembrar-me dos meus primeiros passos na pesca.

Revejo-me na pele do meu filho e no pensamento do meu pai e meu mestre, e tenho a perfeita noção que ele sentia e sente o mesmo, deve estar orgulhoso por ver que a dinastia lhe segue as pisadas, com as lições sábias que nos deu e ainda vai dando, em especial ao meu juvenil.
Vou deixar-me de lamechices, e vamos ao relato.
O pesqueiro escolhido foi a Ursa, perto de Cambelas, eram 10 da manhã e toca de descer a arriba, material montado, pesqueiro engodado e ai está ele em acção, de cana em riste, pouco tempo depois, cana vergada, forte combate e peixe cá fora e ele a vibrar, uma grande salema, a maré descia e pouco depois uma pequena tainha, insistimos mais mas nem mais um toque.

Depois de uma pequena pausa para comer uma sandes que a fome apertava, diz-me ele, vamos procurar noutro sitio, e fomos andando para norte em direcção a Porto Chão, continuamos a andar pois o pesqueiro não estava a agradar, e fomos parar à Foz.
Fomos pescar na laje de Gentias no «pesqueiro da mesa», ai tinha algumas condições além do bom piso para ele trabalhar.

O peixe entrou em força mas miúdo, muitas sarguetas algumas tainhas e até um perigoso peixe aranha, eu além de engodar e iscar fiquei a apreciar maravilhado o artista a trabalhar, ele lançava, ele esticava o fio para dar o toque de ferragem, ele tirava o peixe e deitava-o ao mar, ele pulava de alegria, e se eu sei o que estava a sentir!!!
São estes momentos que guardamos para toda uma vida, nostalgias eternas que ficam para sempre.
Perto das 4 da tarde finalizamos a pescaria, ainda rendeu 5 grandes peixes(do ponto de vista dele), que levou para mostrar orgulhosamente à mãe e contar todos aqueles pormenores da jornada que nos fazem sonhar, tipo, o peixe fez isto e aquilo, eu depois fiz assim e assado...etc, todas aquelas coisas de pescador,vocês sabem do que falo.
Mas a jornada ainda não estava terminada, faltava subir a arriba e caminhar cerca de 2kms até ao carro. 
No caminho para o carro eu ia pensando, sais mesmo ao pai, tens um espírito de sacrifico e aventura bem vincado, qual geração Mcdonads e PlayStation, qual quê, ele gosta é de ar puro do mar e do campo.
Já exausto depois de uma grande jornada chegamos ao carro, mesmo assim não adormeceu durante o caminho pois a adrenalina continuava em altas e não o permitia.
Este post é diferente e um pouco sentimentalista, mas sabe tão bem demonstrar o que senti e como me deixou extremamente satisfeito, deixo um pequeno video com o resumo do dia .
Um grande abraço e grandes jornadas de pesca.

24 comentários:

  1. Boas Pedro
    à que ensinar o pessoal a pescar ... pois eu tb devo começar a tentar ensinar o meu filho mais velho,ao spinning o pouco que sei. SAUDE.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais Nuno, temos de dar o exemplo e incentiva-los para que no futuro sigam as nossas pisadas.
      Um abraço e força ai com o teu júnior, o spinning não é pêra doce mas ele vai aprender.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Boas Paulo,
      ainda bem que gostou, eu adorei passar este dia com o meu filho a ver como já se desenrasca sozinho, muito bom mesmo!!!!
      Um abraço e obrigado pelo comentário, vá passando por cá pois será bem vindo.

      Eliminar
  3. Sin duda fue un gran día para ti amigo Pedro, me alegro mucho de que tu pequeño le guste nuestra maravillosa afición, eso es muy importante, pronto iniciare al mio también aprovechando las noches del verano.
    Magnificas las capturas y las sueltas, enhorabuena a los dos. abrazos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer Salah, um dia que dificilmente esquecerei, até porque ficou registado com bonitos vídeos.
      Sem duvida que estas noites de verão são a altura perfeita para dares as primeiras lições ao teu filho, espero que ele goste tanto de pesca como nós.
      Obrigado companheiro e aquele abraço de Portugal

      Eliminar
  4. Grande Pedro, grande post, muito giro, parabéns, o puto vai ser grande pescador, quando ele apanhar umas ondas, não te esqueças se passares por cá e puderes, a ver se ele apanha umas ondas, vais ver o contentamento dele:):):):) grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado João, não tenho duvidas que vai ser um bom pescador, vou aproveitar este verão para dar mais umas aulas de pesca.
      Vou ver se dá para passar ai na 2ª para ele apanhar umas ondas, acho que vai gostar também pois será um dia diferente.

      Eliminar
  5. Pedro são esses momentos que nos marcam para a vida e ensinam os nossos a serem homens do amanhã.
    Um abraço de felicidades para vós
    JTCordeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem duvida amigo Justino, são momentos importantes da vida como estes que nos fazem mover e ter forças para continuar, pois sentimos que vale a pena.
      Um grande abraço e boas fainas

      Eliminar


  6. Boas Pedro, melhor era impossível amigo, a felicidade expressa no rosto do teu filho é a tua alegria e fico muito feliz por ver a nova geração a amar o que nós amamos, o mar a liberdade a paz e a natureza que envolve o pescador na arte de pescar.
    Um grande abraço para os dois amigo e os meus para bens por concretizares o sonho de um pai..:-)

    Luís Malabar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Luis, eu também acho o mesmo, melhor era impossível, um grande dia para nós os dois, é como dizes um sonho de pescador, ver o seu filho partilhara mesma paixão que nós pela pesca, é espectacular.
      Um grande abraço para ti e para os teus

      Eliminar
  7. Belo dia!!!
    Assim vale a pena ir fazer uma faina e com um filhote desses a acompanhar, ainda melhor...:)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um filhote 5 estrelas, ele merece pois porta-se bem e pelas boas notas que teve foi mais um incentivo para ele continuar o bom desempenho que vem demonstrando.
      Um grande abraço Manuel

      Eliminar
  8. Pedro Felicidades. Este dia no se le va a olvidar a tu niño y se va a aficionar mas a la pesca. Un saludo y buena pesca

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Pedro Gomez pelo comentário e visita, ele e eu dificilmente vamos esquecer este dia, pois foi marcante, viciado pela pesca mais ainda??
      É quase impossível, pois ele já sonha com pesca, vive a pesca e respira pesca, vai ser mais um pesco-dependente.
      Um grande abraço companheiro e continue a passar por cá pois serás bem vindo.

      Eliminar
  9. Muito bom...deixa mas é os concursos e forma uma escola para os miudos, podes já contar com os meus dois.

    Parabéns

    Abraço Francisco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Francisco, essa é uma ideia que já tive e pode ter pernas para andar um destes dias quem sabe?
      Se um dia começar a dar aulas de pesca os teus filhos podem ser os meus primeiros alunos, fica prometido.
      Os concursos é algo que eu dificilmente deixarei, pelo menos enquanto houver pessoas e colectividades que promovam estes convívios, é muito mais que pesca e ganhar um troféu, é basicamente um encontro de amigos para conviver e pescar e que só se encontram nestes ditos convívios.
      Um grande abraço Francisco

      Eliminar
  10. Felicito o meu amigo Pedro pelo testemunho que deixa aqui. Será um incentivo e uma alternativa para pais que querem fazer o mesmo mas que ainda não começaram. Também estou convencido que levar os filhos a conviver com a natureza, seja de mar ou de terra, é bastante salutar. É conhecido que a tendência é para os filhos apenas conviverem em zonas urbanas e passarem muito tempo dentro de casa junto dos computadores (estes, se a gente se descuida, tem tanta "riqueza" e "beleza" de informação,que quando iniciamos, dificilmente largamos) passamos demasiadas horas junto deles, sem a devida compensação "de campo".
    Nas provas de pesca, por exemplo, nota-se a falta de renovação de atletas, estão muito poucos jovens a iniciar esta salutar competição e convívio.
    Um aperto de mão forte para o pescador João e parabéns por essas belas capturas.
    Cumprimentos também para o pai.
    Aguardo com curiosidade esse post sobre a última prova que participámos, por "águas" (cervejas e traçadinhos) de Chão de Parada. Tenho é que ir renovar o equipamento, pois vai-me fazer falta o balde, a colher, o piaçaba "limpador", e os dois kilos e meio de sargos que deixei n'os Filhos da Escola.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado grande comparsa Artur, é uma verdade que se nota essa falta de novos pescadores nas provas e fora delas também, será um desporto para os mais velhos? Eu acho que não mas é como diz temos de perder algum tempo de pesca nosso para os por a pescar, espero dar o exemplo aos pais para que tenham a coragem de ensinar os seus filhos a pescar, é complicado mas a recompensa é muito boa como se vê nos vídeos e nas fotos.
      Vamos ver para quando a saída desse post do concurso do passado domingo, está curto de tempo, mas vai sair de certeza.
      Não se pode descuidar com o balde e material perto da aguapois o mar leva, eu compreendo pois o entusiasmo da pesca é muito mas depois acontecem coisas destas, agora esquecer-se dos sargos em terra e dentro de sacos é outra conversa, a culpa é dos traçadinhos hi hi hi.....
      Obrigado pelo comentário e um forte abraço

      Eliminar
  11. Devo dizer que gostei bastante de ler este post :)...

    Não há muito a dizer, ensina o melhor que puderes o teu filho e mostra-lhe o que de melhor há na vida, a pesca!

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaste, farei o melhor que conseguir para o ajudar, depois cabe-lhe a ele se quer seguir ou melhorar ainda mais a sua técnica.
      Um grande abraço

      Eliminar
  12. Já temos fumo branco na chaminé de Ponte Rol?
    Habemos Pescatore.

    ResponderEliminar
  13. Nem mais Zé, e que pescador, viciadinho dos pés até á ponta dos cabelos.
    Abraços companheiro

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...