Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Aqui vamos nós de novo

Ora caros leitores e amigos, este domingo demos início a mais um campeonato de pesca na Bordinheira, conta já com 9 edições.
Com a mudança de direcção na associação, que foi praticamente toda renovada, repleta de rapaziada nova, os preparativos foram feitos com muito afinco e dedicação redobrada, para receber bem, como manda a regra desta casa.
O tempo é que não colaborou connosco, tendo a chuva e mar alterado marcado presença,  inibindo os menos corajosos a sair da cama para uma dura jornada competitiva.
Apesar das muitas faltas sentidas, por variados motivos, ainda compareceram ao convite 30 pescadores, além dos mais catedráticos, apareceram algumas caras novas, dispostos a pescar e conviver.
Após a concentração matinal na sede, dada a habitual palestra, lá arrancamos todos para o mar, eu como já vem sendo habitual quis apadrinhar um pescador novo nestas andanças, o jovem Miguel Arrenega que veio do Bárrio em Alcobaça, desafiei-o a vir pescar comigo, uma forma de ele não se sentir tão deslocado, além de tentar proporcionar-lhe um bom dia de pesca mas acima de tudo poder partilhar com ele algum do meu conhecimento.
A caminho do mar, íamos conversando e trocando algumas ideias, sem destino estipulado, fomos para a zona da Ericeira, tentando fugir das aguas mais turvas.
Antes de decidirmos onde íamos pescar, mostrei-lhe meia dúzia de bons spots, finalmente lá nos decidimos, descemos em Ribeira Dílhas e após uma longa caminhada chegamos ao Cavalinho.
Inicie os rituais habituais do típico pescador de bóia, preparar o engodo de sardinha, fazer uns lombos de sardinha para isco, e esticar as canas.
Devo dizer que já tinha muitas saudades de sentir o cheiro do engodo em contacto como o mar, pois praticamente à 2 meses que não pescava.
O primeiro pesqueiro foi um verdadeiro fiasco, durante uma hora nem um único toque de peixe para ambos, sem hesitações decidimos mudar de pesqueiro.


Foi nos Guiões que fiz o gosto ao dedo, lá demos com uns peixes, ainda que manhosos tirei 3 bons sargos e uma tainha, ainda deixei fugir mais 2 sargos que se desferraram, o Miguel teve alguns toques mas não conseguiu ferrar nenhum peixe.
Com o subir da maré fomos obrigados a mudar de pesqueiro, fizemos mais 3 pesqueiros, onde apenas consegui apanhar mais uma tainha, o Miguel acabou por não conseguir safar a grade, mas ainda assim saiu do mar bastante satisfeito.

Depois da pesagem realizada, banhinhos tomados com agua fria, podem agradecer ao gajo(eu) que se esqueceu de ligar a caldeira he he he.
Depois de almoçarmos uma bela e farta feijoada, não podíamos terminar o dia sem premiar os grandes vencedores desta jornada.
Em 1º lugar com 11610pts ficou o David Forcada, em 2º lugar com 8710pts ficou o Paulo Marques, a fechar o pódio ficou o Paulo Ribeiro totalizando 7750pts.

Eu acabei por ficar em 6º lugar com 6960pts, não sendo uma grande classificação é bem melhor que a  21ª posição da primeira prova do ano passado.
Diz o ditado que o primeiro milho é para os pardais, vamos ver o que nos reserva a próxima jornada e o desenrolar dos acontecimentos.

1 comentário:

  1. Boas Pedro,
    Não sei se não era melhor teres ficado no 21º lugar... LOL
    Ainda há muito campeonato pela frente... :)

    Forte Abraço e apertem com eles

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...