Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

domingo, 11 de setembro de 2011

Alguns tipos de bóias com que mais pesco

Aqui estão alguns tipos de bóias com que costumo pescar e em diferentes condições de mar.
Tendo em conta que a função principal das bóias é dar sinal que o peixe picou ou seja afundar na água quando o peixe está a comer, não costumo utilizar bóias muito pesadas com gramagens entre 2grs e 10grs.
Consoante o tipo de mar e tipo de pesca, escolho as bóias que mais se adequam. 
Ou seja mares parados e com pouca altura de água escolho bóias tipo caneta entre 3 a 5 grs.

 Este tipo de bóias ao mínimo toque afundam com bastante facilidade, mas quando pescamos ás tainhas devemos estar atentos aos movimentos laterais da bóia pois elas muitas vezes não afundam, mas arrastam-nas em pequenos movimentos cabendo ao pescador dar o toque fatal. Para pescar com este tipo de bóias temos de ter uma cana sensível, com acção entre 5 e 40grs no máximo,  fio 0,14 a 0,18mm no carreto directo evitando ao máximo nós, de forma a minimizar ao máximo o risco de partir a linha.
Para mares um pouco mais mexidos e pesqueiros com um pouco mais altura de água utilizo bóias com um pouco mais de barriga de modo a aguentar-se mais tempo dentro de água sem ser arrastada pelas ondas e sem estar sempre a afundar devido ás correntes que as ondas provocam.


Para calibrar as bóias uso chumbos fendidos de meia grama e uma grama, convém estes serem macios de forma a que uma vez colocados no fio, consigamos abrir com facilidade movimentando-os  um pouco mais para cima ou para baixo e estes não coçarem o fio evitando perdas de peixes por partir o fio.

          

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...