Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

quarta-feira, 7 de março de 2012

Superstições, manias ou coisas de pescador

As últimas pescarias que tenho feito não me têm corrido nada bem, o que me tem feito pensar um pouco acerca deste assunto, levando a lembrar-me de situações caricatas ou meras carolices minhas que carrego já há alguns anos.
Eu por norma não sou supersticioso, até porque faço anos num dia 13, que em muitas situações calha em sextas feiras 13, coisa que para certas pessoas é situação para dizer que vai ser um dia de azar, mas para mim não, tudo o que se relacione com o nº 13 é sinónimo de sorte.
Também não acredito em bruxas, mas há quem diga que elas existem, eu por enquanto nunca as vi!!
Mas no que toca à pesca tenho algumas pequenas superstições ou meras carolices já há alguns anos, tenho o hábito de pescar com um boné ou panamá (amuleto da sorte) e quando por acaso me esqueço parece que o dia de pesca corre mal.
Outra coisa que nunca faço antes de realizar uma pescaria à bóia é cortar as unhas, são uma ferramenta essencial para quem pesca à bóia e isca com sardinha.
Depois de desmontar e lubrificar um carreto, tenho sempre no pensamento que a 1ª pescaria depois desta operação será um fiasco, psicologicamente parece que o cheiro a óleo e petróleo ainda permanece no material e que ao iscar passa algum desse aroma para a isca afugentando o peixe.
Outra coisa que já me fez pensar varias vezes em situações de pescas menos conseguidas, o simples odor que fica nas mãos após descascar uma laranja, mesmo que seja no dia antes de ir pescar, dizem que o peixe não aprecia esse mesmo odor. 

Serão apenas superstições, meros azares ou coincidências, eu quero apenas pensar que são apenas dias em que falho, tomo opções menos acertadas ou escolho locais de pesca onde o peixe simplesmente não compareceu, tornando a jornada menos conseguida, mas uma coisa é certa, a duvida fica a moer-me a cabeça.

O mais pequeno também já tem um chapéu da sorte na pesca.

E vocês têm algumas superstições ou algum tipo de amuleto da sorte?
Boa sorte e óptimas pescas é o que vos desejo, he,he,he,he!!!                 

10 comentários:

  1. Caro Pedro, continuas a revelar-te um indivíduo que conta as suas experiências, sem limite (sem segredos). Não é muito comum, mas (acho que) não fica mal.
    A minha opinião sobre superstições é aquela que já ouvi há muitos anos;
    “Não acredito em bruxas, mas que as há, isso há!!!!
    Nós temos momentos com mais segurança e concentração naquilo que fazemos, e outros com menos segurança e concentração. Um especialista explicaria isto muito bem. Pela minha experiência, os efeitos “bruxa” poderão vir do nosso exterior (pragas, directas ou indirectas) ou poderão ser criados, dentro de nós, por nós próprios. Quando não me sinto afectado por nada, acredito mais na segunda hipótese, quando estou afectado por algum mau resultado, sou levado a acreditar mais na primeira hipótese.
    Por exemplo; Já ganho um campeonato interno de um grupo de pesca há 4 anos seguidos, estava convencido que a 5ª vitória era canja, e não foi, nem aconteceu, houve duas provas seguidas que foram um fiasco, após isso, por vezes fugiu-me o pensamento para o efeito “bruxa”.
    Agora, tenho brevemente uma prova importante, vou proceder de forma diferente para ver o que é que penso quando terminar. Eu depois digo qual foi o resultado da experiência.
    Há uma coisa que eu sei garantidamente e que serve para todos os aspectos da nossa vida, é preciso saber “rezar”, e quem quiser absorver bem esta opinião, provavelmente não o vai conseguir perceber sozinho, mas, se quiser, já há informação suficiente para se perceber isso, é só procurá-la.
    Relativamente a superstições; Não como laranjas durante as provas, tenho cuidado quando lubrifico os carretos, não gosto de ouvir “boa pesca”. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostaria de rectificar algumas expressões que usei no meu texto; Quando digo "Pela minha experiência"(linha 6) quero dizer "Pelo que sempre ouvi dizer". Porque eu efectivamente ainda nunca reconheci nenhuma intervenção de bruxas.

      Eliminar
  2. Boas Pedro!
    Por acaso tenho algumas, e quase sempre batem certo...
    .Quando me desejam boa pesca, nesse dia é para esquecer...
    .Quando chego ao pesqueiro e anda lá um corvo marinho a mergulhar, esquece já foste...
    .Quando muita gente sabe que eu vou à pesca, é para esquecer, ficam todos com o pensamento num gajo e começa a correr tudo mal, por isso muitas vezes vou as escondidas, nem cá em casa sabem...
    Em relação ao dia 13 não tenho nada a apontar, a ultima 6ºfeira 13 que foi em Janeiro tirei um cabeçudo com 4kg e outro com 3kg...
    E em relação às laranjas que o A.Silva falou, levo as sempre comigo, uma vez estava a pescar com um amigo que me gozou por causa duma laranja que eu estava a comer, nas horas seguintes eu apanhei vinte e poucos peixes e ele a pescar igual ao meu lado apanhou 4...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Pedro,
    Na pesca, uma coisa é certa: a sorte procura-se! Poderemos, eventualmente, ter uma ponta de sorte ou o maçarico que vai pela primeira vez à pesca ter sorte, mas uma coisa é certa: em terra não se pesca nada!
    Sperstições??? Talvez... Quando estreio material novo (cana/carrete) faço uma mijada para cima para não ser só aquela "tesão de mijo" inicial e depois mais nada. ahahahahahah Boa pesca??? Não, obrigado! Antes, boa viagem! O melhor mesmo é irmos e voltar, com saúde, e, se possivel, com o ceirão acugulado de peixe. eheheheh Outra... Encomendas antes do peixe apanhado??? Não, obrigado! O mais provavel é carregar um grande chibo. eheheheh
    Quanto ao resto, até podem cair picaretas em braza que a única coisa que me faz confusão na pesca é não haver peixe. Venham bruxas, 6ª feira 13 e o diabo a quatro! eheheheh
    Quanto à laranja do Pedro (Nunes), na pesca nunca como/descasco laranja por causa do cheiro que fica nas mãos e é transmitido à isca.

    Saúde, da boa, para todos ; ))

    ResponderEliminar
  4. Alo Pedro!
    Em relação as bruxas só acredito nelas quando passarem por mim a voar numa vassoura:)
    Superstições nem por isso, mas tenho as minhas manias, eu oriento as minhas pescas por determinadas estrelas,como fazer engodo com sardinha e desfaço um queixo de cabra no engodo, coisas ensinadas por um velhote que ainda hoje é uma referencia aqui na zona,Ufa dá vontade de rir mas e assim que eu me safo :)
    Em relação aos cheiros eu tenho muito cuidado,laranjas nem velas no mínimo dois dias antes,até porque gosto mais de sagres:))
    Um Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro-Alexandre Mar. Você pôs-me mesmo a rir, mas tenho dúvidas e por isso, caso concorde, peço-lhe um esclarecimento (não leve nada disto a mal porque o objectivo não é esse): quando você diz -queixo- eu presumo que seja um -queijo- e então, não é tanto para rir, porque pode ser uma boa mistura no engodo (assim como há tantas outras). Agora se fôr um "queixo de cabra" acho que você está a brincar e quer mesmo fazer o pessoal rir, porque, ou vai poucas vezes á pesca, ou, se vai muitas vezes, não conseguia arranjar tantos queixos para engôdo. Um abraço.

      Eliminar
  5. Boas pessoal,
    Isto tá animado!!! O debate sobre este assunto suscita variadas opiniões, e bastante engraçadas.
    Amigo Artur rezar é o que eu costumo fazer enquanto estou a pescar e o peixe não pica, ele é alhos e frangalhos e sei lá mais quê, eu esbracejo e fico em brasa.
    Quanto ás laranjas amigo Alexandre também já tinha ouvido, mas como quando pesco nunca levo nada para comer pois o vicio da pesca é tanto que nem fome tenho, mas quando chego a casa como um boi!!
    Pedro Nunes e Alexandre e PêJotafixe em que ficamos? Afinal as laranjas espantam o peixe ou não, eu pelo sim pelo não não as levo para o mar.
    Pedro Nunes, eu também quando chego a um pesqueiro e andam lá os corvos marinhos também não tenho fé na pescaria.
    Amigo PêJotafixe uma mija para tirar os 3 ao material, essa é boa, nunca tinha ouvido falar, mas as superstições são assim mesmo, cada um tem as suas manias.
    Eu tenho outra muito curiosa que não referi , mas que me aconteceu varias vezes, quando vou a caminho da pesca e mato algum coelho com o carro pelo caminho safando logo o dia,a pesca depois é fiasco certo.
    Uma coisa têm todos razão, se não houver peixe no pesqueiro não o apanhamos de certeza, e se ficarmos em casa, então de certezinha que eles não vêm ter connosco.
    Abraços a todos e como não gostam que vos desejem boas pescas, então aqui vai, tenham péssimas pescarias!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso o ano passado matei umas 6 Lebres a caminho da pesca e carregava sempre o ceirão. eheheheh Pelos vistos, essa, a mim não me afecta.
      Quanto às laranjas e aos cheiros nas mãos, tenho um amigo que fazia competição de surfcasting e as provas corriam-lhe sempre mal, até que um dia descobrimos que ele barbeava-se e colocava aftershave, de manhã, antes de ir para para a prova. Depois de avisado, as provas começaram a correr-lhe de feição.

      Saúde, da boa ; ))

      Eliminar
    2. Boas A.Silva!
      Dês de já o meu obrigado por me chamar razão pelo o meu erro ortográfico esse nem o computador o detectou, eu ainda tenho desculpa, como muito queijo salvo erro é a sim que se escreve :))
      1- Ponto de esclarecimento como deve ter seguido o meu raciocínio mesmo que com algumas duvidas eu referia-me ao » queijo de cabra»repito de cabra não de burra isto para não haver duvidas:))
      Amigo Silva espero ter esclarecido as suas duvidas,talvez desta não tenha cometido erros ortográficos, já agora permita lhe fazer um convite se não for abusar da sua boa vontade de uma olhadela por o meu blog para ver os resultado das minhas pescas umas mais nobres que outras.
      Um Abraço
      PS: não se esqueça de experimentar os queijos no engodo<eles até vem a abanar o rabinho para ao pé da malta:):):)

      Eliminar
    3. Ok amigo Alexandre, estou esclarecido, no entanto do seu erro não perdi nada antes pelo contrário, ri-me que nem um perdido, a ler e também a questioná-lo, como já há muito tempo não ria assim, e como sempre se disse que rir é bom para a saúde, só ganhei. Tenho muito gosto em aceitar o seu convite para ler o blogue, se eu conseguir encontrá-lo será já hoje.
      Um abraço.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...