Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Os Cães Ladram mas a Caravana Passa

Já faz algum tempo que criei este blog com o intuito de partilhar as minhas pescarias e experiências piscatórias com toda a comunidade.
 Sempre achei que este espaço faria todo o sentido que estivesse acessível e ao alcance de todos, onde todos pudessem partilhar opiniões e comentar à vontade sem estarem sujeitos a moderação de comentários e assim vai continuar a ser, pois para mim tem todo o sentido que assim seja.
 Por algumas vezes fui comentado por um "Anónimo" de uma forma algo injusta acerca do tipo de pesca que pratico e quando postei uma pescaria que tinha um robalo que estava no limiar das medidas mínimas exigidas por lei que para o efeito são 36cm, passo a citar os comentários.
 « pescadores da tanga so pescão como o balde da mer** ao pé dos pés !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! »

       « mas para que apanhar estes robalinhos nao percebo estes pescadores..enfim »

Não sei se ambos os comentários foram realizados pela mesma pessoa, não critico o tal anónimo por ter uma opinião diferente da minha, e se devolve ao mar exemplares deste tamanho(??),  gostaria apenas que ele se identificasse pois seria mais justo estarmos em pé de igualdade, assim podia saber que tipo de pesca pratica para podermos debater o assunto com argumentos válidos e plausíveis.
 A meu ver nem todos podemos gostar das mesmas coisas ou tipos de pesca, nem ter as mesmas opiniões, o mundo seria uma seca se assim fosse e seriamos como clones, meras copias uns dos outros.
No que toca ás dimensões mínimas de captura é sem duvida uma questão muito polémica e fraturante que divide opiniões, eu em certa parte partilho da sua opinião no que toca a apanhar robalinhos e sargos de 100 gramas, que nos concursos é permitido isso, e eu também questiono o porque destas regras, quanto a mim são muito má politica, é realmente um crime apanhar exemplares com esses tamanhos, não digo que nas provas não o faço pois estaria em desvantagem perante os meus adversários/colegas. mas fora das provas cumpro a lei e devolvo os peixes pequenos ao mar. 
Agora seria importante que as organizações desportivas corrigissem as tabelas de pontuações e se regessem pelas medidas estipuladas pela lei, para todos podermos cumprir as leis e estarmos em pé de igualdade, mas enquanto não forem alteradas as tabelas de pontuações todos os pescadores dessas provas vão continuar a trazer robalos e sargos desse calibre o que é uma pena, estando a hipotecar de certa forma o futuro de todos na pesca.
Fora das provas tento cumpro a lei e devolvo os peixes pequenos ao mar, com excepção dos peixes que embucham e que inevitavelmente acabam por sofrer danos nas guelras que lhes causam a morte, nestes casos também não sei se será melhor devolver esses peixes ao mar ou coloca-los na lata mesmo arriscando uma possível multa por parte da policia marítima (é pouco provável que aconteça pois nunca fui abordado pelas autoridades marítimas em 24 anos de pesca),mas como o tipo de pesca que faço e mais gosto de fazer, uma pesca ligeira de bóia com anzóis pequenos(eu até costumo usar maiores que o habitual para este tipo de pesca) em pesqueiros com pouca altura de agua, onde engodamos de forma a atrair o peixe é normal apanhar algum peixe miúdo em que isso acontece.
 Já me aconteceu inúmeras vezes manda-los ao mar e pouco tempo depois estarem mortos a boiar no pesqueiro o que poderá estragar e escardear o pesqueiro.
 Penso que o mais importante é passar a palavra e mudar a mentalidade de todos os pescadores que levam deliberadamente todo o peixe miúdo que apanham, ai sim temos de criticar e repreender essas atitudes.
Agora vou traçar o perfil do SR ANÓNIMO baseado nos comentários que realizou, penso tratar-se de um spinner ferrenho e que possivelmente nunca praticou outro tipo de pesca, caso assim seja quero deixar uma pergunta, sabendo que a época forte do spinning é entre Novembro e Março  altura em que o robalo encosta mais para acasalar e desovar, será que quando apanham grandes fêmeas de robalo ovadas as devolve ao mar?
Caso não o faça não estão a matar milhares ou milhões de pequenos robalos, certamente é muito superior a umas meras dezenas que estão no limite da medida e que um pescador de bóia apanha num ano, e pior é que grande parte desse tipo de pescadores fazem dessa pesca um negócio e não a dita PESCA DESPORTIVA.
Mas isto é apenas uma suposição e desabafo meu!!! Não é que tenha alguma coisa contra quem pratica spinning, pois também o faço, mas seria bom pensarmos nisto também.
Enquanto eu for publicando relatos neste blog uma coisa eu sei, alguns cães vão continuar a ladrar, mas a caravana, essa vai continuar a passar de certeza, e como diz o ditado quem gostar tudo bem quem não gostar ponha na borda do prato.

40 comentários:

  1. Se eu contasse a quantidade de anónimos com comentários desses...

    Deve de ser por essa razão que já nem partilho a maior parte das pescas, fico-me por um forum que pelo menos lá todos dão a cara... (fora os infiltrados :p )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que é normal isto acontecer, mas quem são os gajos que se lembram de perder tempo a dizer mal!!!!
      Eu é muito raro ir a fóruns por falta de tempo apesar de estar registado em alguns, mas lá sim todos dão a cara, pode é não ser a dele, é quase a mesma coisa.
      Abraços e obrigado pela opinião.

      Eliminar
  2. Olha,camarada no meu blog,todas as semanas fazem comentarios por vezes ordinario e reles,mas sabes o que eu faço,publico mais e mais peixes. A inveja daspessoas é terrivel.as vezes tenho de publicar os peixes queapanho mais tarde para nao andarem atras de mim como caes. Força pesca muito e continua a publicar ,porque os invejosos quepeguem na cana e pesquem .. abraço do encantador de robalos .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Zé,
      pelos vistos eles andam um pouco por toda a parte a melgar, ou pelo menos a tentar, mas é como dizes eles que peguem nas canas e apanhem peixe.
      Eu publico e vou continuar a publicar dizendo onde, quando e como os apanho sem esses problemas da perseguição pois o único dia que posso pescar é ao domingo, esteja o mar como estiver, depois só no fim de semana seguinte, assim quem quiser fazer um segundo round no pesqueiro é a vontade e caso fosse lá no dia seguinte também não havia problema nenhum.
      Eu também não gosto desses mamosos que andam de canas no carro e só descem quando vêem peixe, eles que molhem mas é o rabo se querem apanhar peixe.
      Abraços e continuação de bons lances.

      Eliminar
  3. Boas Pedro,

    Acho que deve ser dos assuntos mais falados e com grandes divergências,cada um sabe de si, claro que não podemos pensar apenas no presente, também no futuro... cada vez o peixe é menos e nós como racionais devemos pensar que podemos dar um contributo para melhorar e não piorar a tendência das ultimas décadas ... Podemos tentar incutir essa mentalidade mas acima de tudo respeitar as opiniões de cada um.
    Sinceramente não concordo com as medidas estipuladas pela lei, pois relamente ver robalotes e sarguetas com pouco mais de 100 ou 200 gramas a ir para o saco não acho correcto.

    Em relação aos comentários de pessoas que nem tem coragem de se identificar ,e apenas vem para criticar negativamente,apenas merecem desprezo!

    É mesmo isso, os cães ladram e a caravana passa ;)!

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Inácio,
      Penso que esse é o caminho a seguir, e cabe-nos a nós pescadores tentar mudar mentalidades para que se reverta a situação que se vem agravando ao longo das ultimas décadas.
      Quanto aos pesos mínimos nas provas sempre fui da opinião que devem ser aumentados em alguns peixes, e no caso dos robalos ir para a medida minima(+- 700grs).
      Quanto aos comentários é sempre bom haver pessoas com diferentes opiniões das nossas, pena é que não se identifiquem, nunca saem nem vão sair do anonimato, ficam fechados nas suas carapaças nunca saindo da sua posição de conforto, assim é fácil criticar.
      Abraços e grandes lances

      Eliminar
  4. Boas Pedro,

    Como disse os cães ladram e a caravana passa, infelizmente existe ainda muita gente que acha que fazer comentários anónimos é uma forma de expressão, virando a cara à realidade e fugindo à sua própria responsabilidade como cidadão.

    Tenho a mesma opinião que o Inácio, não estou de acordo com a medida mínima legal para o Robalo pois defendo que será sempre positivo para a espécie permitir pelo menos que desove uma vez na vida, justificando a sua própria existência, por esse motivo a lei devia ser corrigida para os 42cm, a medida dada pela ciência como mínima para a procriação, isso já foi feito em França recentemente e outros países têm defesos rígidos não permitindo pescar nos meses da desova, um grande exemplo é o da Irlanda que têm quase o robalo como património da humanidade.

    Eu sou dos que apenas faz spinning, porque tive uma iniciação na pesca dessa forma muito novo em águas interiores, nunca gostei de iscos nem de engodos no entanto respeito quem assim pesca, como respeito quem fuma ou quem têm diferentes opiniões de mim no que quer que seja.

    A questão que levanta relativamente às grandes fêmeas é uma verdade, perdem-se grandes reprodutores mas só se quisesse fechar os olhos à realidade é que poderia aceitar que os responsáveis são os pescadores de spinning ou de qualquer tipo de pesca desportiva.

    Pesco por desporto mas mesmo assim muitas vezes capturo o que pesco sem devolver ao mar e a hipocrisia não tem lugar no meu modo de ser, mas a pesca que pratico e a pesca desportiva em geral em nada pode-se comparar ao que é feito pelos pescadores profissionais, isto é, a partir de Novembro são dezenas as embarcações só aqui pela zona de Leixões - Vila do Conde que diariamente lançam trol ou palangre, capturando tudo o que se atira ao caranguejo ou sardinha iscada naquele valente anzol, depois é ver os barcos chegar a terra com grande robalos, às dezenas de grande fêmeas ovadas e sem dó nem piedade saqueia-se o mar numa época que deveria ser de defeso e isso sim é por a pesca em causa e atentar contra um património que é de todos, mas ai os anónimos calam a boca e se puderem ainda vão eles também lançar palangre para fazerem umas coroas.

    Não sou fundamentalista neste aspecto, também reconheço que muitos têm nesses meses a fonte de rendimento de um ano e ainda por cima apenas aproveitam uma situação que a lei lhes permite, e esse é o nosso problema, sempre fomos governados por quem nada percebe do que faz e por isso o pais inteiro está na situação em que está, a saque em todas as vertentes!

    Os recursos do mar estão a esgotar-se, é uma grande verdade mas que ninguém culpe o pescador desportivo por isso, são um grão de areia nesse enorme areal de atrocidades permitidas neste pais cheio de recursos e sub aproveitado devido a interesses sem visão que arrasam por completo a nossa economia!

    Nunca será por isso que deixarei de publicar as minhas capturas e acho que ninguém se devia sentir constrangido em as publicar, se se permite capturar robalo de 36cm está no seu pleno direito, é a lei em vigor e nada lhe deve ser apontado, se se interessa por juntar a voz a uma massa crescente que se preocupa com o futuro do mar então publique ainda mais com o exemplo da sua preocupação, libertando todo o robalo inferior a 42cm para que possa procriar uma vez que seja e ai a sua pesca pode ajudar a quem um dia os nossos filhos possam ter o prazer de pescar um peixe.

    Meu caro quanto aos anónimos não se preocupe, são gente mesquinha sem pudor nem moral sequer para escreverem o que escrevem e por isso irrelevantes a este desporto que nos viciou a todos!

    Parabéns pelo blog, pelas capturas e boa sorte para as futuras pescarias!

    Um abraço, divirtam-se!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas amigo Armando,
      Grande 31 que arranjei, mas essa era a ideia, poder debater este tema, podendo dividir opiniões com a comunidade.
      Penso que não vale a pena ninguém se chatear pois todos nós gostamos da pesca e penso que todos desejamos um futuro melhor para bem de todos, inclusive do meu júnior que ainda está na fase embrionária de pescador.
      Agora vamos por partes, desde já agradecer-lhe e dar os parabéns pelo grande comentário realizado.
      Quanto à medida mínima do robalo se a ciência já provou que é com cerca de 42cm que os robalos fazem a sua 1ª desova também sou da opinião que devia chegar pelo menos a esse tamanho para poder deixar descendência, desconhecia por completo que só com esse tamanho faziam a 1ª desova, mas estamos sempre a aprender.
      Também sei que noutros países as medidas dos peixes são cumpridas religiosamente por todos, países onde a policia marítima funciona, não é o caso de Portugal onde em 24 anos de pesca nunca fui nem sequer vi uma única patrulha na minha zona a controlar os pescadores, e eu pergunto-me para quê pagar a licença de pesca, que beneficio temos disso, se houvesse um controlo mais apertado certamente todos cumpriam as medidas, e seriam os pescadores que chamavam à razão todos os outros que não cumprissem as leis, que moral tenho eu de chegar ao pé de algum pescador que esteja a apanhar peixe sem medida e pedir-lhe que o devolva ao mar se a policia não o faz, esta questão da policia marítima também dava muito que falar e debater.
      Sou da mesma opinião que se deviam criar defesos para todos os pescadores lúdicos e profissionais nas épocas de desova, era para cumprir por toda a gente.
      No caso dos abusos das embarcações encostarem a poucos metros da costa voltamos á história da policia marítima que não funciona, e todos os anos acontecem acidentes na época do robalo por esses motivos.
      Partilho da opinião que a falta de peixe não é fruto do pescador desportivo, que apenas vai divertir-se e se possível trazer alguma coisa para o almoço.
      Vou continuar a publicar as capturas que conscientemente vou realizando e tentando mudar mentalidades, quanto aos anónimos não passam disso mesmo.
      Obrigado pelo bom comentário muito bem argumentado.
      Abraços companheiro

      Eliminar
  5. Viva, Pedro!
    Comentários desses também tenho às paletes e para a troca! eheheheh
    Estás a dar muita importância aos Anónimos, que não merecem.
    Como bem sabes, a minha pesca é direccionada para a "posta grossa" e também não gosto de ver peixe miudo, mas não comento. Ao não comentar pescas de sarimbêlhos, é uma forma de protesto silencioso. Penso que as pessoas não são burras e devem compreender.
    Sempre fui a favor do aumento do tamanho minimo das capturas para que não se continue a assistir à captura de caixas de peixe com 200/300grs e o pessoal a aplaudir a "grande pesca". Os tamanhos também foi um dos factores que me levaram a abandonar a pesca de competição.

    Saúde, da boa ; ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas PêjotaFixe,
      eu nem liguei muito, mas aproveitei a deixa para debater estes temas.
      Bem sei que pescas forte e feio e fazes bem, já eu com o tipo de pesca que faço apanho muitos sargos com essas medidas, e mando muitos pequenotes para a agua, pesco apenas ao domingo para me divertir e passar um bom bocado junto ao mar, e levar alguma coisa para o almoço, tento sempre respeitar as medidas, como não tenho muito tempo disponivel para procurar apenas os grandes exemplares, senão certamente o faria, assim contento-me com uns peixinhos para a grelha.
      Abraços e continuação de grandes pescarias

      Eliminar
  6. Boa tarde,

    como é do conhecimento geral toda a gente "leva" com comentários infelizes por parte de algumas pessoas, o que é de lamentar, até porque muitas vezes esses ditos anónimos fazem ainda pior.

    Seja como for, o tamanho das espécies é para ser controlado pela polícia marítima e mais ninguém, apenas eles podem dizer alguma coisa. Quanto ao devolver ou não devolver está na consciência de cada um, particularmente neste caso vi o robalo em questão e eu não o devolvia. Toda a gente que pesca comigo já me viu e vai continuar a ver devolver peixe de pequenas dimensões.

    Quanto a mim a escassez de peixe não se deve aos pescadores apeados mas sim aos pescadores de barco, com as suas redes e aparelhos que além de apanharem todo de todos os tamanhos muitas vezes impossibilitam o aproximar do peixe da costa. O pescador apeado apenas fica com os que escapam ás redes, aparelhos e outras técnicas afins...era isso que a polícia marítima devia prestar atenção. Pesco praticamente todas as semanas e todas as semanas vejo barcos a realizar práticas de pesca ilegais, e nunca nada é feito.

    Continuação de boas pescarias.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Manekas,
      Sou da mesma opinião que a policia maritima devia controlar todos os pescadores sejam apeados sejam embarcados, pena é que isso é quase uma utopia, penso que o valor que pagamos pelas licenças serve apenas para o gasoleo dos gipes, eu queria ve-los era no campo apeados a correr km de costa a pé e a fiscalizar.
      Tento ser consciente e dar o exemplo de que temos de mudar algumas atitudes, para todos termos um foturo um pouco mais risonho.
      Agradeço a visita e comentário no meu blog, espero que lhe possar ser util,
      vai passando por aqui pois serás bem vindo e vai sempre haver novidades.
      Abraços

      Eliminar
  7. Boas Pedro.
    Concordo plenamente contigo, fala-se de preservar a especie, mas o pescador apeado tem zero de culpa nesta situação, a culpa é dos arrastões e redes, cada um apanha o que quer, mas claro dentro das medidas da lei, com a crise que está e o que se vai descontar para o ano, mas pelos vistos ainda há malta que ganha bem, eu propriamente aproveito o peixe todo que apanho para refeições e até trocas como se fazia na idade media, incrivel mas é a situação do nosso pais, troco peixe por azeite e legumes, com um vizinho, dá vontade de rir mas é verdade, não se esqueçam disto, especie em risco nenhum pescador apeado tem culpa, nunca impossivel, aqui em Sines o ano passado houve uma descarga da etar por causa das cheias que matou milhões de peixes e apesca ficou interdita 4 meses, e depois apanho um robalo de 500g e e criticam-me fds, bem já chega,llollllll, um grande abraço e fprça ai nas tuas pescas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas João Santana,
      penso que é um pouco assim como dizes, penso que o peixe também não encosta porque também não tem comida cá fora, eu quando era pequeno melhilhão era ás carrades tinha que andar nas pedras sempre calçado senão fica com os pés todos esquartejados, agora parece que fui tudo acimentado,não existe vida nenhuma, nem limos, nem laminárias é um deserto autentico o que é que o peixe vem cá fora fazer, comer pedras?
      Penso que o marisco foi autenticamente saqueado, e os limos morrem por causa dos quimicos que vão nas linhas de agua e desguam no mar.
      Quanto ao que dizes acerca da crise é acertado e acho que fazes bem trocar peixe por bens, como se fazia antigamente, muito engraçado!!
      Abraços e continuação de boas pescas.

      Eliminar
  8. Amigo Pedro, desgraciadamente en este mundo de la pesca hay mucha envidia, yo la he sufrido personalmente de personas que consideraba amigos míos. pero bueno es lo que hay.
    Hacer comentarios detrás de anonimato para mi es de cobarde, si alguien quiere debatir algo que tenga el suficiente valor de hacerlo pero con identidad sino no hay que darle ni la mínima importancia.
    Pedro tu sigue en tu linea y no le eches cuenta a este tipo de personas.
    Un saludo desde España

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso que vou fazer, não voltar a dar importancia a estes anónimos pois não passam disso mesmo, mas nunca vou apagar os seucomentário poiexpresam uma opinião quereu concorde com ela ou não.
      Vou continuar a pescar e publicar apanhe o que apanhar vou estar de conciencia tranquila.
      Obrigado e continução de grandes pescas companheiro.

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Boas David,
      Olha desenvolve lá esse blog da malta Night Fish que tem certamente muitas e boas historias e grandes pescarias, prometo que serei um seguidor assiduo.
      Epá isto foi apenas para todos noss reflectirmos um bocado.
      Abraços e no domingo apareçam em São Lourenço para mais uma brincadeira.

      Eliminar
  10. Boa tarde Pedro

    "Os cães ladram e a caravana passa" nada mais certo.
    O anonimato é das posturas mais covardes que se pode ter na vida e muito mais nos dias de liberdade em que vivemos, a que comentas não é exepcção, possivelmente deriva da inveja e incapacidade de apanhar peixe,como se a pesca fosse só apanhar peixe.
    Por favor não culpem os profissionais da falta de peixe, como o nome indica são profissionais e se não apanharem não comem, claro que hipotecam o futuro, culpem sim a falta de uma correcta legislação que proteja um bem que é de todos nos, da qual eles tambem são vitimas.

    Abraço Pedro e continua a dar neles

    Assinado: Muralha






    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ...da qual eles tambem são vitimas...

      Bem agora é que foi, meu caro Muralha, os profissionais que vejo quando pesco pouco respeitam a lei, usam artes ilegais, pescam demasiado perto da costa por vezes a menos de 100m e abusam como querem da falta de fiscalização, demonstrando uma enorme falta de respeito por tudo o que os rodeia!

      Sei que são pais de familia e têm filhos para alimentar mas considerar esses profissionais como vitimas???

      A lei é clara, e devia ser respeitada mas os profissionais acham que por não haver controlo não o devem fazer, e toca a abusar, enche o barco que não anda ninguém a ver ... que mentalidade, que falta de moral e de dignidade!

      Não é por não serem apanhados e condenados que deixam de ser prevaricadores ou mesmo criminosos, lamento muito ver este abuso diário sem moral nem dignidade, lamento que a corrupção e a ganancia se sobreponham às leis de um pais e aos interesses e direitos dos seus cidadãos!

      Lamento que se hipoteque o futuro desta forma criminosa e só gostava de saber de que forma esses profissionais encaram os futuro e como olham para os seus filhos.

      Eliminar
    2. Bom dia Armando

      Não coloque todos os profissionais no mesmo saco, se não tambem é colocado no saco dos que matam robalinhos de 10cm e sarguetas de 5cm e que deixam os pesqueiros um NOJO. Porque só fala da malta dos robalos, porque não fala da tambem da malta dos Jaquinzinhos ou da petinga...todos nos gostamos de os comer e desta forma ajudar ajudar os "ilegais".
      Se calhar ha mais "ilegais" na pesca LUDICA que na pesca profissional.Primeiro tratemos de organizar a nossa casa e depois falemos das outras, pelo menos eu penso assim.

      Abraço

      Muralha

      F.

      Eliminar
    3. Meu caro amigo, está muito mal enganado e então começa por me querer colocar em tal posição????

      É o sintoma de dorido mas comigo não pega, só quem não me conhece poderá escrever a barbaridade que acabou de insinuar!

      Dá para ver a tendência e muito sinceramente tamanha cegueira nem resposta merecia mas para que não fiquem a pensar que tem razão convido-o em primeiro lugar a identificar-se meu caro F. afinal é esse um dos problemas dos que anonimamente dizem o que lhe apetece fugindo à responsabilidade, dessa forma todos podemos pensar que não passa de mais um F.D.P. (leia-se Fanático da Pesca) que acha que a pesca lúdica é que anda a dar cabo do peixe e da fauna da nossa costa!

      Haja pachorra para tanto descaramento!!!

      Eliminar
    4. Amigo Francisco os comentários do anónimo(s) já foram esquecidos.
      Percebo a sua posição quanto aos pescadores proficionáis pois se não apanharem não comem, mas discordo pois muitas vezes infrigem as leis, talvez por falta de escrupulos, mas também porque a fiscalização de que são alvo é branda de mais, a tudo isto se junta os mercados consumistas que praticam preços baixissimos e em muitas sitoações era ver os barcos depois de chegarem à lota e saberem do preço irrisório davam meia volta e andavam umas milhas para deitarem ao mar todo o peixe apanhado, era assim, não sei se continuam a fazer o mesmo.
      Penso que o tema é um pau de dois bicos, a ideia não era ninguem sair chateado ou ofendido, penso que cada um tem a sua opinião e argumentada de pontos de vista diferentes ás quais respeito e aceito.
      Um abraço companheiros

      Eliminar
  11. É isso mesmo Pedro, nos concursos tens de pescar de acordo com as regras senão nem vale a pena lá ires.
    Esses comentários do anônimo são de facto tristes, até podia criticar mas de outra forma e sem anonimatos.
    Quanto a fazer essas pesca que fazes e desvalorizá-la, eu queria vê-lo a tentar, quando fui contigo vi bem que aquilo é muito para quem sabe, não é pesca fácil como se poderá pensar (quem não experimentou claro).
    Só quem não te conhece não percebe como és educado e correcto, e me parece que não é só na pesca.
    Continua na tua vida e na pesca que gostas e os anônimos que continuem anônimos porque não interessam a ninguém enquanto não tiverem atitudes correctas mesmo que não se concorde.

    Mas já sabes, um destes dias tens de ir comigo dar umas varadas nocturnas, se não tiveres material eu levo-te uma cana e um carreto, aliás o material todo. Passa-se umas boas horas e dá pra meter a conversa dos peixes em dia, é preciso é uma paciência do caraças eheheh

    Um abraço
    João Gonçalves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande amigo João agradeço os rasgados elogios, até me sinto lisongeado com tais comentários, não me rala muito os anónimos poissei que vão continuar a ladar.
      A pesca que pratico é para mim uma paixão, alem de ser muito dura é muito activa, e muito exigente e quem já pescou desta maneira ou já me viu pescar sabe do que falo.
      Quanto a uma pesca de surfcasting estou extremamente disponivel, espero contar com a tua boa vontade e dicas, vai ser certamente um momento bem passado na companhia de novos amigos, temos de combinar isso para breve.
      Abraços e bons lançamentos.

      Eliminar
  12. Boas grande Pedro!
    Eu peço desculpa mas nem vou comentar a respeito dessa malta que faz comentários no anonimato,eu costumo dizer que todos os dias faço força para essa malta quando estou sentado na sanita,força ai Pedro continua ai com as pescarias,e grandes textos que os habituaste.
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Alexandre não vale a pena esse esforço, eles que peguem nas canas e vão ao mar.
      Abraços

      Eliminar
  13. conhecemos nos uma vez ao vivo enumeras vezes no blog ,és um gajo á maneira ,em relação ao borrego não lhe dês muita importância ,pois tens muita gente a quem dar
    abração

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande amigo Sergio espero encontrar-me muitas mais vezes contigo, no blog mas nos convivíos também.
      Abraços e muito mar bravo para ti.

      Eliminar
  14. Grande amigo,nao vou comentar o sr.anonimo,isso era dar lhe importancia.Ja nos conhecemos á uns aninhos quando te conheci eu ja sabia que eras um grande pescador(ajudaste me muito a crescer como pescador)és muito mais do que um bom pescador ,um Homem humilde,simples,sempre pronto a ajudar,é muito facil ser teu amigo.Um grande abraçao do teu amigo Helder

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande amigo Helder se tu o dizes quem sou eu para te contrariar, é assim que sou egosto de ser, transparente e ensinar o que sei a outros pescadores, o quem para mim é uma enorme satisfoção, é uma maneira de arranjar muitos e bons amigos como tu.
      Abraços e espero ver-te no domingo em São Lourenço.

      Eliminar
  15. Atão Pedro, como é? Devias ter apagado mas é o "Sr. X".:) Acontece aos melhores...:)

    Pois em relação ao Sr. Anónimo, acho que devias dar menos importância e como até tens uma ferramenta no Blog, na qual aprovas ou não os comentários acho que devias usufruir dela...

    Em relação aos tamanhos mínimos, pois é claro que devem ser respeitados. Mas acho que as provas de competição, deviam ser as primeiras a dar o exemplo visto, que são reguladas por associações e federações. Agora vão dizer como é que controlamos a captura de tamanhos mínimos nas competições??? Pois começando por estes não pontuarem é um grande passo, visto que assim os competidores, não apostam em algumas técnicas, acho eu, mas também não me posso debruçar muito sobre o assunto porque gosto de pescar sem pressões...:) Isto é quando posso, quero, no spot que gosto, há hora que me apetece, sei lá...

    O pescador comum e os seus pescados, acho que temos que ter consciência, mas também digo que por exemplo, um pescador, que volta e meia vai tentar trazer algo para colocar na mesa e como todos sabem não é fácil capturar grandes exemplares e mesmo tendo pesqueiros à porta de casa, mas os mesmos não nos dão grandes alegrias e acho que um pescador que traga algo para a mesa para jantar, penso que não seja de descriminar. Agora um pescador, que pode e deve capturar algo mais, vai à pesca e traz 40 robalos e 40 bailas abaixo do tamanho mínimo e ainda diz que fez uma grande pesca, bom ai, acho que nem vale a pena comentar.

    De resto continua com força e é claro quando embucham, não os podes deixar no teu tipo de pesqueiro.

    Forte Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer Manuel, meia culpa ou melhor culpa inteira.
      Não faço questão de moderar comentáros, a não ser que sejam exageradamente ofensivos acho apenas que devem estar identificados.
      Quanto os pesos minimos praticados nos concursos é uma luta que vou continuar a travar pois acho que estão eesadequados, se aumentarmos esses pesos a malta é obrigada a pescar um pouco mais forte evitando capturas de peixes miudos.
      Os concursos onde costumo participar não são federados e controlo do tamanho do peixe é feito a olhometro.
      Quanto à tua opinião dos pescadores que vão apanhar alguma coisa para por na mesa acho que devem respeitar na mesma as medidas que apesar de aceitaveis deviam ser aumentadas em alguns tipos de peixes.
      Abraços companheiro

      Eliminar
  16. Pedro deixa ladrar quem não tem a coragem de se identificar foi essa a razão porque tenho moderação de comentários pois por vezes a inveja é rainha de todas as coisas,por vezes somos obrigados a trazer peixe sem medida porque simplesmente o peixe está moribundo e não tem hipóteses de sobrevivência eu no meu próximo post tambem tenho um sarguito sem medida mas desferrou no ar e ao cair nas pedras ficou mais para lá que para cá fazia o quê ?Deixa lá amigo se calhar defendemos mais as espécies de que muitos moralistas que andam por aí
    Um abraço JCordeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa é a minha maneira de pensar, eles que ladrem, quanto a trazer peixes que embucham evito para evitar comentários, assim devolvo-os ao mar mesmo que morram, como se costuma dizer na natureza nada se perde tudo se transforma.
      Abraços e boas pescarias

      Eliminar
  17. Boas pessoal,
    Já dei uma vista de olhos por todos os comentários e irei responder a todos, devido à falta de tempo não o vou fazer agora, mas garanto que todos vão ter resposta pois estão muito bem elaborados e a questão em causa merece ser devidamente debatida.
    Um obrigado a todos pelas vossas sinceras opiniões, e um pedido de desculpas ao Manuel, que eu sem crer apaguei o seu comentário, mas ele voltou a comentar novamente, obrigado a duplicar para ti.
    Abraços

    ResponderEliminar
  18. Hola Pedro, a esos anónimos ni agua. Es la gente que critica por envidia o por ineptitud en la pesca, ya que nunca se meten con las fechorías que hacen los barcos. Sigue así compañero y que sigas pescando como sabes. Un saludo.

    ResponderEliminar
  19. Boas Pedro,

    os ditos "anónimos" na minha opinião ou são pessoas frustradas descontentes com o seu próprio insucesso na pesca ou simples zargateiros que gostam de picar...

    Mas é assim, temos que aguentar com eles.... vai-se ouvindo... até chegar ao ponto de os homenagear com grandes post como este, por exemplo...

    Como disse e bem, "Os cães ladram mas a caravana passa"

    Esses indivíduos se tivessem alguma coisa na cabeça, reivindicação era os massacres cometidos na pesca com redes em geral !

    Grd abr ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Matos,
      O mal é geral, dar opiniões negativas todos são capazes de dar, agora dar algumas dicas ou ensinar alguma coisa esses anónimos não o fazem, escondem tudo de todos e possivelmente peixe fora das medidas também.
      desde que não passem dos limites na linguagem deixo os comentários, quando passar dos limites vou eliminar.
      Apoio a cem por cento a criação do dia anual do anónimo, deixem a caravana passar que os cães só ladram mas não mordem.
      Abraços e continuação de bons lances.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...