Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

domingo, 29 de julho de 2012

Planos foram por água abaixo

Nestas férias decidi ir com a família passar 15 dias até ao Alentejo mais propriamente à Costa vicentina, claro é que tinha em mente grandes planos de pesca que passavam por fazer umas pescas à bóia e Chumbica com o meu júnior para ele praticar e no final das férias no regresso a casa ia passar pela zona de Sines para uma pesca com cana directa com amigo Alexandre (http://pescariasdoalex.blogspot.pt/).
Como gostamos muito de acampar optamos por ficar no parque de campismo Zmar, um parque situado a situado 7kms da praia da Zambujeira do Mar, que oferece excelentes condições a qualquer campista, um verdadeiro resort do campismo.
Montada a tenda era hora de ir à procura de almoço que a barriga já estava a dar sinal, fomos até à Zambujeira do Mar onde comi o melhor arroz de polvo da minha vida no restaurante/pensão «Mar e Sol», mesmo no centro da vila.
Depois do farto almoço fomos percorrer a costa e procurar a praia para passar o dia, seguimos em direcção a Almograve passando pelo cabo Sardão, zona protegida com grandes paisagens costeiras onde as falésias escarpadas são beijadas pelo mar, um verdadeiro paraíso natural.



A praia escolhida para passar a tarde foi a bonita praia de Almograve, e foi ai que os planos se desvaneceram quando já no final do dia vi numa grande pedra um velho pescador local fazendo a típica pesca à chumbica com cana directa, eu com a curiosidade habitual decidi ir ter com ele para ver que isca estava utilizar e como pescava e ver se estava a apanhar alguma coisa. Mas antes de lá chegar escorreguei numa pedra e mandei um malho nas pedras de todo o tamanho, por azar fiz um grande golpe onde arranquei um pedaço de pele por baixo do pé (um grade bife), lá se foram todos os planos de pesca por água abaixo pois mal conseguia assentar o pé no chão, é caso para dizer que a curiosidade matou o gato, ou melhor dizendo lixou o pé.
As férias ficaram estragadas pois fiquei com mobilidade muito reduzida passando os dias a coxear para todo o lado não podendo sequer fazer uma única pescaria, limitando-me apenas a passar os dias deitado na toalha nas varias praias onde fomos ou na esplanada do parque.
Entre as varias praias visitadas acabamos por eleger a praia de Alteirinhos como destino diário, apesar de ter de descer uma grande escadaria e um pequeno trilho a mancar até chegar à praia.
Foi pena não poder ter posto o material de pesca que levava a uso pois pesqueiros com grandes condições para apanhar uns peixes não faltavam.
Apesar de tudo deu para arranjar mais uma amizade com um novo companheiro de pesca da zona de Sintra ajudando-o, dando algumas dicas de como engodar e iscar com sardinha (à minha maneira), espero que as dicas tenham sido úteis e venham ajudar, ficaram combinadas algumas pescarias em Sintra e possivelmente na costa Vicentina para breve.
Para o ano voltarei a este paraíso pois vale bem a pena, com novos planos de pesca, desta feita espero que os consiga por em pratica.

17 comentários:

  1. Boas Pedro, isso é que foi azar, essas rochas ai parecem lâminas, imagino o corte, foi mesmo pena, mas descansas-te o corpo também faz bem boa recuperação e força ai...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer João Santana, foi mesmo um grande azar, na verdade estas rochas são laminas puras há que vir bem calçado, assim descansei na areia e apreciei as beldades que por lá andavam.
      Agora é esperar que isto passe depressa para voltar à luta.
      Abraços

      Eliminar
  2. Boas Pedro, pois aqui as rochas não facilitam, só mesmo com calçado apropriado, belas fotos desses locais conheço como as minhas palmas das mãos. grande abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podes crer MR, e tu deves saber bem melhor que eu como o piso é agressivo pois conheces estes locais Quase de olhos fechados, mesmo calçado deve ser bastante perigoso além de dar cabo dos sapatos num instante se cairmos ficamos como que fatiados pois en certas zonas são puras laminas.
      Abraços

      Eliminar
  3. Grande azar Pedro!
    Estas a vontade sempre que passares por estes lados, dá um toque pois terei muito gosto em fazermos uma pescaria,para a outra semana vou para o norte na vinda para baixo estou pensando em passar por esses lados se não houver mudanças de rota,um grande abraço e a recuperação total do pé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois foi mesmo um grande azar, estava curioso para fazer a pesca com cana directa, fica assim adiada para o ano.
      Amigo se quiseres passar por cá para pescar não seise vai dar mas posso dar algumas dicas de alguns bons locais onde o possas fazer, ou então para beber umas mnis e comer uns caracois de certeza que estou disponivel.
      Obrigado companheiro

      Eliminar
  4. Epá isso é que foi azar. Mas já sabes é melhor nunca facilitar, aquilo mesmo uma pessoa às vezes bem equipada, arrisca-se a dar uns malhos valentes.

    A ver se para a próxima colocas a isca de molho. :)

    Abraço e as melhoras!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo!!!
      Para o ano já venho prevenido com um bom calçado e ver se faço umas pescarias pois de certeza que vai valer a pena.
      Abraços e obrigado pelas melhoras

      Eliminar
  5. Amigo Pedro,
    Verifico que as férias deram grandes alegrias e "alguns trabalhos", foi pena esta segunda parte, mas, quem conhece o meu amigo sabe que hão-de ser feitas grandes pescarias de recuperação e de pequena "vingança" contra alguns males geológicos (pedras afiadas) da natureza.
    Agradeço as referências ás minhas fotos de S. Martinho do Porto e, é sempre bom ver o nosso trabalho aproveitado e publicado.
    Desejo uma boa recuperação física pois a nova época de competição é exigente e está quase a começar.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas amigo Artur,
      Ter férias é sempre bom, mas ficar privado de fazer muita coisa que desejava e passar todos os dias na praia com a cana no carro e não pooder fazer uns lances é de morrer, ainda por cima com pesqueiros com grandes condições para o fazer, para o ano vou vingar-me e apanhar uns cabazes de peixe.
      Quanto ás fotos trabalhadas e bem tiradas pelo meu amigo claro que tinha de as aproveitar pois são dignas de mostrar a qualquer amante deste desporto e também é a forma de lhe agradecer.
      Vou ver se este fim de semana o pé me permite fazer uns lances pois as saudades já apertam, ´para a dura competição ainda vamos ter de esperar algum tempo.
      Abraços e grandes lances.

      Eliminar
  6. Força Pedro.
    Recupera bem e não tarda estás aí a dar forte nos sargos, assim eles colaborem.
    Um abraço e as melhoras.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Luís,
      Está praticamente bom e talvez nos encontremos no mar um dia destes.
      Abraços

      Eliminar
  7. Mesmo sem pescar de certeza que foram uma óptimas e gratificantes férias,pois o tempo passado com a familia amigo,não há pesca ou pescaria que se lhe compare,rapidamente vais voltar a malhar ai no material e ganhar umas quantas provas,grande abraço amigo pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Ntyper,
      Claro que férias com a família também é muito bom mas coxo é mais complicado pois não podemos passear à vontade, apesar de tudo foram umas boas férias, agora é melhorar para estar em grande forma para as provas que se avizinham.
      abraços e grandes fainas companheiro

      Eliminar
  8. boas Pedro,então estiveste nos territórios do raton del mar belos pesqueiros por aquelas bandas brutais para umas investidas noturnas eh eh eh eh gosto muito de ir para aquelas bandas mas nem sempre dá jeito $ $ $,pode ser que para a próxima o amigo raton nos dê uma dica de um sitio baratucho onde ficar,pode ser até que se abelite a um jantarinho no João da Longueira;-))abr robalo de carbono

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois foi, andei pelos quintais do MR e andei a pisar-lhe as couves e não só, território bastante cortante e perigoso para pesca nocturna, tem paisagens e pesqueiros de excelência, a estadia e viagem é um pouco cara, mas vale bem a pena, para o ano estou a pensar em alugar uma casa, vou pesquisar e fazer um choradinho ao blogr´s do sitio.
      Quando é que combinamos um spinning? Ainda hoje comprei mais uma amostra que quer ir a banhos.
      abraços

      Eliminar
  9. ando com aperto de trabalho,conbinamos para setembro uma spinnada;e a tal noturna com o M. SERRA também tem que ser agendada,manda-me o nº teu tml para o meu e-mail;-) robalo de carbono

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...