Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

9ª Prova do campeonato 2013 da Bordinheira

No dia 17 deste mês realizou-se a 9ª Prova do campeonato 2013 da Bordinheira, as expectativas eram boas pois o tempo e o mar estavam do meu agrado, bem como o pesqueiro que tinha visto no dia anterior, fazia-me prever uma boa pescaria.
Depois da habitual concentração na sede do clube, arrancamos para o mar, com destino marcado para Porto Chão, a maré estava vazia e depressa me apressei para fazer um balde de engodo, preparar uns filetes de sardinha e montar a cana com fio 0,165mm e a habitual bóia de 3grs.
Tinha de aproveitar as primeiras horas de enchente para tentar uns sargos, avanço mar dentro até ao Saltadouro, engodo o pesqueiro, e bóia na água, o tempo ia passando e peixe nem sinal, assim foi durante uma meia hora, as expectativas esmoreciam a cada minuto que passava pois vi logo que ia ser dia dificil por falta de peixe.
Decido mudar uns metros para o lado e tiro 2 tainhas, sargos miúdos e sem peso eram ás paletes, davam cabo de qualquer belisco de sardinha, depois foi o desespero total, mudar de pesqueiro constantemente sem resultados práticos, num buraco consegui em lançamentos seguidos apanhar 2 tainhas e uns sargos, mas foi sol de pouca dura, e a miudagem apoderou-se novamente dos pesqueiros, continuei insistentemente a procurar o peixe em praticamente todos os pesqueiros possíveis e imaginários mas a realidade é que não existia peixe por ali.

 
Foi daqueles dias em que temos de admitir que não dava para mais, pois não existia peixe por ali, como se costuma dizer apanhar peixe nem sempre é quando queremos mas sim quando eles querem, e no final da jornada que prometia bastante pois tinha tudo para dar peixe fica o fraco registo de 5 tainhas e 5 sargotes.
No local da pesagem o desanimo era geral, pela falta de peixe, afinal não tinha sido eu que falhei na escolha do pesqueiro, mas sim o peixe que não colaborou.

Depois da pesagem o 1º lugar do campeonato da classificação geral  ficou praticamente sentenciado, pois o meu rival mais directo voltou a ficar à minha frente, ele em 4º e eu em 7º, deitando por terra qualquer remota hipótese para a ultima jornada.


Nesta prova em 1º lugar ficou o Nelson Puxa Cabos com 10510 pontos, para ele os meus parabéns pela vitória, em 2º lugar ficou o David Forcada com 9800 pontos, e a fechar o pódio ficou o Filipe Ferreira com 9620 pontos.



O resto já todos sabem como foi, o bom ambiente e a boa almoçarada convívio do costume, mas desta feita com musica de fundo, e de alta classe, um violinista profissional e um violinista inesperado brindaram-nos com mestria no violino a demonstrar que além de saber pescar o que melhor sabe fazer é dar musica à malta he he.....
Agora na ultima jornada que se avizinha e já sem esperança em renovar o titulo, vou tentar uma pesca apenas na qualidade e maior, vamos ver como vai correr.

6 comentários:

  1. Pois é Pedro, o peixe anda fugido, por aqui arrumei as tralhas por uns tempos, está impressionante, nem se sente um peixe, nunca tinha passado tanto tempo sem apanhar uns peixecos, acho que é este vento leste frio o culpado, um abraço e força.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande João andavas era mal habituado, sargos eram ás carradas, e agora custa ir lá e não sentir nada, eu por cá já me habituei, poucos e pequenos mas não é por causa disso que arrumei o material, temos de passar um bom bocado junto do mar, se eles quiserem tudo bem se não quiserem saimos mais haliviados para mais uma semana de trabalho.
      Um grade abreaço companheiro e nunca baixar armas é fundamental, toca a ir lá fazer as grandes pescarias com que nos habituaste.

      Eliminar
  2. Boas grande Pedro..:-) Pelos vistos o raio do peixe anda difícil amigo, quando eles não querem, não há nada a fazer, nem com barras de ouro...hahaha. Parabéns pelo relato amigo e não existe nada como a festa a seguir...hahaha.

    Um grande abraço amigo

    Luís Malabar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois bem amigo Malabar, é um facto que os peixes andam arredios e não querem colaborar, já os amigos cada vez são mais e ajudam e de que maneira a colmatar essa falha, é sempre a aviar, o pior é no dia seguinte a dor de cabeça que isso causa ui ui....
      Mas agora vou virar-me para a tua especialidade e investir no spinning, para tentar bater o meu recorde pessoal.
      Aquele abraço de Portugal e tudo de bom para ti ai por Africa.

      Eliminar
  3. Por aquí estamos igual Pedro, esta la pesca difícil amigo, a ver si cambia un poco el panorama, enhorabuena por la jornada y el buen rato, un abrazo compañero

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois bem Salah esperamos que as coisas mudem o mais rapidamente possivel e que a sorte nos bata á porta com boas pescarias.
      Um grade abraço e continuação de muitos e bons lances.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...