Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sábado, 16 de novembro de 2013

Grande lição de vida

Mais um fim de semana e nova pescaria, desta feita na companhia do meu pai e do Pedro Lopes, um novo amigo que conheci através do blog, e que me pediu uns conselhos de pesqueiros e técnicas para pescar na zona da Ericeira, pois mudou-se para a zona Oeste recentemente.
Poder fazer novas amizades na pesca é algo que tenho dado bastante atenção, eu como gosto de ajudar, dou umas dicas do tipo de pesca que faço, logo me disponibilizei e combinamos uma pescaria.
Esta jornada teve uma particularidade, pois o Pedro tinha-me dito que tinha um pequeno problema motor num braço, devido a um acidente de moto, perdeu a mobilidade total num dos braços, a incógnita do que me esperava era imensa.
Marcamos a pescaria para bem cedo, por volta das 6 da manhã já bebíamos um café e púnhamos a conversa em dia, assim que amanheceu demos uma visita em alguns pesqueiros, o mar era bastante mexido e barrento, o que não me animava muito, o pesqueiro escolhido foi o César.
Descemos então ao pesqueiro, como o mar era muito a técnica escolhida foi a chumbadinha, depois de preparar um balde de engodo e engodar o buraco escolhido, montamos as canas, ensinei ao Pedro alguns segredos de como iscar com sardinha, entre outros pormenores.
Toca de por as artes a funcionar, cedo o peixe miúdo deu sinal, entre alguns toques com ferragens falhadas foram saindo uns sargotes e robalinhos, que foram devolvidos.
O Pedro lá ia tentado a sua sorte mas também sem sucesso, a única coisa que ferrava eram pedras, ia perdendo material lançamento atrás de lançamento, era chumbada atrás de chumbada, coisa que desanima qualquer pescador, é que além de perdermos material perdemos tempo a realizar nova montagem.

 Se nós perdemos tempo a realizar uma montagem, agora imaginem o Pedro que apenas com uma mão funcional, tem de fazer tudo, perdia muito mais tempo, não é nada fácil amigos, mas com recurso ao improviso de vários instrumentos e utensílios, tais como alicates para segurar os anzóis para empatar e iscar, bem como a um cinto por ele inventado para facilitar segurar a cana e poder dar á manivela do carrete, só visto neste pequeno video para terem uma ideia.
Mas ele não desarmava, e continuava bastante satisfeito e animado, enquanto isso o meu pai ia tirando uns sargotes palmeiros, com a maré a baixar ainda tentei à bóia mas o peixe não andava encostado.
Fizemos mais dois pesqueiros, mas apenas o meu pai tirou 2 sargotes.

 No final apenas o meu pai tinha peixe, eu e o Pedro gradamos, mas trouxe para casa muito mais que uma lata de peixe, pois além de uma nova amizade, trouxe uma grande lição de vida, pois encontrei um pescador que apesar das limitações físicas que tem, não desiste facilmente na pesca, ao contrário de muitos outros, que basta estar de chuva, um pouco de vento a mais, o mar estar bravo ou não estar de feição, ou simplesmente saberem que o peixe não anda encostado, são motivos suficientes para ficar em casa.
Costuma-se dizer que a pesca é para duros, e para o Pedro os meus parabéns pela força e dedicação que demonstra, pois não é fácil, tenho a certeza que vai ser recompensado com dias de pesca felizes.




34 comentários:

  1. Amigo Pedro,
    Foi concerteza um grande dia de mar, pesca, e tudo o que demais daí se retirar.
    Estás sempre lá, prontissimo para ajudar, partilhar contagiar.
    Abraço Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grade amigo Zé,
      foi um dia de pesca bem passado, com uma história de vida bem emotiva para relatar e pensar um pouco.
      Já sabes como sou Zé, sempre disposto para ajuadar e dar numa de professor, apesar de não ter o doutoramento, ensino o que sei he he he...
      Um abraço e toca a dar banho ás amostras

      Eliminar
  2. Boas Pedro. Os meus parabéns por este relato e pela pessoa que é o Pedro, pois mesmo sem o uso de um braço, mostra o que é ser pescador e o seu amor pela vida e o mar
    Até fiquei emocionado amigos..:-)

    Um grande abraço para todos e que o Pedro nunca desista de ir ao mar..:-)

    Luís Malabar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande Luis,
      penso que o merito deste post vai inteiramente para o PEDRO LOPES, grande amante da pesca e muito boa onda e demonstrou grande força de vida, sem duvida que aproveitei a oportunidade para trazer para casa uma boa lição de vida, além de ter mais um amigo.
      Um grade abraço para ti e para o pessoal dos Pescas

      Eliminar
  3. Obrigado Pedro por partilhares esta lição de vida de alguém que pode servir de exemplo a todos aqueles que na mínima adversidade baixam os braços,para ele vai o meu grande abraço com uma única palavra ( QUE NUNCA DESISTA )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Justino,
      pelo que vi sei que o PEDRO não vai desistir de pescar, sem duvida um grade exemplo de força de vontade.
      Um grande abraço e boas folgas

      Eliminar
  4. Parabéns Pedro por nunca deixares de fazer o que gostas o mar fas-nos bem.
    Gostei de ler este post.
    Espero um dia destes ler um com umas belas capturas.
    Abraço e bons disparos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Marco,
      num destes dias certamente vai haver um relato de uma pescaria do PEDRO com boas capturas pois ele bem merece.
      Abraço e bons disparos

      Eliminar
  5. Grande Pedro !!! Felicidades a los tres yen especial a tu nuevo amigo que a pesar de las limitaciones disfruta de la pesca a tope. Tenemos suerte de ser amantes a este magnifico deporte la PESCA. Abrazo desde Cadiz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Salah!!
      Poder disfrutar de uma manhã de pesca em boa companhia é maravilhoso, e partilhar com novos amigos os nossos conhecimentos também é algo que me dá muito prazer.
      Saude e bons lances companheiro

      Eliminar
  6. Além de não ter encostado peixe e o Pedro, não ter feito o gosto ao dedo, um grande Abraço para todos e muita Força para o Pedro, de forma que não desista e vá atrás deles, que um dia será certamente premiado!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manuel tenho a mesma opinião que tu, o Pedro vai ter ainda muitas alegrias na pesca, pela vontade que ele demonstra não tenho a minima duvida disso.
      Um grande abraço e boas fainas

      Eliminar
  7. Mais um dia de pesca na companhia do teu pai , que para nós que estamos a ler fica uma sensação boa.
    O Pedro com determinação e engenho pratica este desporto com muito à vontade .
    Como coincidências existem e se o pedro ler este coment , havia um rapaz que pescava lulas no mexelhoeiro em cascais , que tambem pescava só com um braço
    , lembro me que ele lançava a cana apoiado na cintura e de costas para o mar , se for é uma boa coincidência , se não um grande abraço para os três

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ó meu pai é o meu melhor companheiro de pesca, além de ser um grande amigo, nunca ninguém o vai subtituir nesse posto.
      O PEDRO demonstra uma força de vontade enorme, além de uma técnica desenvolvida por ele com muita mestria, agora que venha o peixe para ele desfrutar plenamente deste desporto.
      Talvez sejam pessoas diferentes, apesar das coincidências, mas ele responderá a essa questão.
      Um abraço e bons lançamentos

      Eliminar
  8. Boas PEDRO, este é um juizo só para mim, sim quando esta demasiado vento fico em casa ; quando o mar esta bravo fico em casa ; sim quando chove bem fico em casa, mas há uma coisa em que não te podes sobrepor o meu gosto pela pesca....e porque a liberdade de cada individuo é a de fazer aquilo de que realmente gosta e não aquilo de que os outros gostam independente da maneira que a praticam.......(desculpa a sensibilidade deste comment) Abr. Robalo de Carbono

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que este juizo não era para ti Paulo, apenas quis realçar a força de vontade do Pedro devido ás suas limitações, não era de todo minha inteção agredir-te verbalmente, bem sei que temos uma pescaria prometida, mas pela falta de peixe graudo tem sido adiada, sem stress.
      Quanto ao gosto pela pesca não tenho duvida nenhuma que gostas deste desporto, nem é minha intenção obrigar os outros a fazer o que não querem, nem da maneira que eu quero, de modo algum, cada um sabe da sua vida, bem como da desponibilidade e gestão do seu tempo e prioridades, também não tens de pedir desculpa pelo comentario, como sabes este é um espaço de total liberdade para quem quiser dar a sua opinião, e assim vai continuar a ser.
      Um grande abraço e bons lances companheiro Robalo de Carbono

      Eliminar
  9. Boas, amigo Pedro, mais uma jornada de treino. Neste dia estava eu em Cascais a ver se dava a volta para melhores capturas, o que não aconteceu muito bem. Dá gosto conhecer pessoas que, com alguma limitação fisica, são corajosos para viver a vida, ás vezes melhor do que pessoas que não têm esses limites. O Pedro Lopes até está bem preparado com um fato de neopreme (?), coisa que eu ainda não tive coragem para adquirir porque estou convencido de que terei muita dificuldade em vesti-lo. Nota-se que esse amigo é uma pessoa alegre e que saberá aproveitar e disfrutar este nosso universo que nos rodeia, no tempo curto de que dispomos.
    Um abraço para todos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mais um dia descontraido no mar, o importante deste dia foi dar umas dicas ao Pedro Lopes, apesar de ele já se desenrascar bastante bem.
      O PEDRO é uma pessoa bastante alegre e que demonstra uma enorme vontade de viver, de pescar e de aprender, um vencedor!!!
      Um destes dias espero poder contar com a sua presença numa brincadeira na Bordinheira, caso ele queira aparecer o convite já foi feito.
      Um grade abraçoe uma boa semana de descanço.

      Eliminar
  10. Oi Pedro, estamos sempre a aprender, só posso dejar muita força para o Pedro, e esperemos que um dia ele dé com uns peixes bons, força ai amigo , abraço ai para o team do post.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais João, a vida é uma escola, onde podemos ir aprendedo sempre, agora é desesjarmos ao PEDRO boas capturas para proximas pescarias, pois vontade não lhe falta.
      Aquele abraço sargalheiro

      Eliminar
  11. Boas, Pedro!
    Em Sagres também existe um caso idêntico ao que relataste neste post. Penso que a limitação fisica, desde que tenhamos força de vontade, não é impeditiva de realizarmos o quer que seja porque, acima de tudo, a cabeça é que manda!

    Saúde, da boa, para todos! ; ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São verdadeiros exemplos de força de vontade e de coragem, Pêjota bem sabemos que as pessoas se conseguem adaptar a qualquer situação mesmo estando limitadas mas é um pouco mais complicado.
      Um grande abraço marafado

      Eliminar
  12. Aúpa Pedro, bonito reportaje y un abrazo para tí y otro para Pedro II para que siga con su coraje y afición. S2

    ResponderEliminar
  13. Uma bela lição .... temos sempre que ter força .
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta é uma lição que não se aplica só na pesca, é paplicavel em praticamente tudo na vida.
      Um abraço João e bons lances

      Eliminar
  14. Boa noite Pedro e a todos os que leram e aos que comentaram este post. Sou o Pedro II :), o rapaz das fotos.
    Antes de mais quero agradecer em especial ao Pedro Franco, mas também a todos pelas especiais palavras que escreveram.
    Pesco desde pequeno, com muitas paragens pelo meio, mas nunca deixei de ter esta paixão por este desporto tão completo e que me satisfaz tanto.
    Penso que o Pedro Franco e todos os que comentaram foram extremamente simpáticos e acolhedores nas suas palavras e quero-vos agradecer por isso. Na verdade, o que li aqui deixou-me bastante emocionado por saber que posso contar com o vosso apoio e como sabem, na vida não há assim tantas oportunidades de recebê-lo desta forma tão espontânea. É bom saber que posso contar com a ajuda do Pedro, do pai dele e provavelmente de todos vós.
    Vou continuar, sempre que puder e enquanto puder, a explorar vários pesqueiros, divertir-me, gradar ou não, estar em contacto com o mar e conhecer pessoas que partilhem o mesmo gosto pela pesca, pelo convívio e pelas oportunidades fantásticas de conhecer pessoas como o Pedro Franco.

    Por falar nisso, queria por último, agradecer novamente ao Pedro Franco por esta oportunidade, e por ter mostrado tanta disponibilidade desde o primeiro e-mail recebido. A sua vontade de ajudar prontamente e de ensinar é algo que não me parece fácil de encontrar. Os seus conhecimentos de pesca à bóia são realmente inquestionáveis e já lhe disse em tom de brincadeira que podia bem dar aulas a sério de pesca. Assim como o seu pai, que é "uma granda máquina" na sua técnica à chumbadinha.

    Mais uma vez um muito obrigado por tudo o que já fizeram por mim e em tão pouco tempo.
    Espero poder contar com mais encontros.
    Um forte abraço.
    Pedro Lopes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois bem Pedro Lopes, da minha parte já sabes que estou disponivel para te ajudar no que puder, foi com enorme prazer que partilhei contigo esta jornada, que certamente não foi a ultima, como já tinha dito para mim foi sem duvida uma grande lição de vida, espero ver-te mais vezes no mar, a fazeres o que tanto gostas e se possivel a tirares uns bons peixes pois bem mereces, e não tenho duvidas que o vais fazer pois com a dedicação e empenho que o fazes eles vão acabar agarrados oa anzol.
      Quanto a dar aulas de pesca, quem sabe se em breve isso não venha a tornar-se uma realidade, pois é uma coisa que me gratificava muito, poder servir de rampa de lançamento para novos praticantes, era fabuloso.
      Obrigado companheiro pelo momento.
      Um abraço forte da familia FRANCO

      Eliminar
  15. Assim é que é ,com esse gosto e essa força de vontade não há limitações nem obstáculos keep on runnin Pedro Lopes Abr. Robalo de Carbono

    ResponderEliminar
  16. Caro Pedro Lopes, as suas conclusões sobre o Pedro Franco são exactamente as mesmas que eu tive, há cerca de 2 anos quando o conheci, Trata-se de um amigo que não tem segredos na pesca e transmite tudo o que sabe com uma grande disponibilidade. Não podemos deixar de comentar estas suas qualidades. A mim deu-me a conhecer as suas técnicas e todos os pesqueiros que ele conhece desde a Ericeira até a Porto Novo, embora eu seja pescador há muitos anos e tenha morada em Torres Vedras, nunca tinha pescado em competição neste Litoral, foi ele que a pouco e pouco me ensinou os pesqueiros onde podemos procurar uma boa classificação. Portanto temos aqui um grande amigo e um grande professor e um dos melhores competidores da zona, tendo eu assistido a muitas gloriosas vitórias suas, normalmente com peixe de "primeira". Justiça seja feita. Um abraço para si e outro para o nosso anfitrião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois bem não podia deixar de comentar estas palavras do amigo Artur, qualquer vitória é importante sem duvida.
      Mas as grades amizades são bem mais importantes que um qualquer troféu, é isso que dá ainda mais valor, e ver que as nossas qualidades tem algum peso vistas por alguém mais vivido que eu, e que tem já muitos anos disto ainda me lisonjia mais, mais uma vez vos digo que sendo humildes e honestos só temos a ganhar.
      Um grande obrigado aos 2 pelas palavras, mas acima de tudo pela admiração, respeito e acima de tudo pela amizade.
      Abraços e boas fainas

      Eliminar
  17. Boas amigo Pedro,palavras para que,são as ações que contão e que demostra o grande ser humano que és,um abraço aos dois.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...