Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Ambrósio, taxista de serviço!!!

No dia 14 de Junho realizou-se mais uma vez o grande convívio de pesca da União Recreativa do Bárrio,  no concelho de Alcobaça, este é sem duvida um daqueles que não posso faltar, zona de pesca muito boa, embora difícil, mas acima de tudo pela excelente organização, onde não nos deixam passar fome nem sede, já para não falar da boa montra de prémios.
Assim sendo, fui um dos 140 pescadores que marcaram presença na chamada matinal, como o meu companheiro habitual não pode estar presente, fui de boleia com os meus companheiros de equipa, o César Ribeiro e  Bisnaga.
A caminho do pesqueiro quase me vomitava, era mais 500mts e virava o barco, detesto ir à pendura em carros desconhecidos, o organismo dá de si.
O dia não estava famoso, com ameaças de chuva constantes, o mar, esse estava excelente, desta feita não escolhi pesqueiro, fui descobrir um novo spot, já conhecido do César, do qual não sei o nome, fica a norte da Baía de São Martinho, se algum pescador o reconhecer pelas fotos que me diga como se chama.
Após deixar o carro, descemos a arriba, descida não muito longa, mas como estava de chuva estava bastante escorregadia, zona vasta de caneiros e lagos, muito por onde andar, eu acabei por apostar num caneiro praticamente em frente à descida, os meus companheiros foram para sul.
Começamos a pescar com a maré vazia, sempre a subir, depois de fazer um balde de engodo, montar 2 canas, uma com 0,18mm e bóia de 5grs, outra com fio 0,16mm e bóia de 3grs, a escolha inicial recaiu na pesca mais fina, pois as aguas eram abertas e probabilidade de sair tainhas era maior, anzol mais pequeno que o habitual, o nº8 da Gamakatsu , para isca os habituais beliscos de sardinha.
Ás 8 horas dávamos inicio à pescaria, caneiro engodado da frente para trás, e bóia na agua, o meu palpite não falhou, as tainhas entraram, pequenas como é habitual nesta zona, manhosas e a tirar-me a paciência, com alguma dificuldade lá fui tirando algumas.
Não demorou muito tempo para que o mar me sacudisse deste caneiro, foi nesse preciso momento que os sargos entraram também, ainda tirei 2, um robalote e uma salema, mas não dava para lá estar mais tempo, tive de sair com agua pela cintura.
Depois vem o problema de não conhecer o spot, fui procurar novo poiso, para sul tinha alguns pescadores, assim virei-me para norte, pouca altura de agua nos pesqueiros, e na maior parte com corrente lateral, nada que me agradasse.
Fui para uma zona de pedras mais altas, mas não encontrava nenhum buraco que me enchesse o olho, ainda faço 2 ou 3 pesqueiros, onde consegui apanhar um sargo e uma tainha, como a coisa não me agradava, voltei para a zona inicial, reencontrei os meus companheiros de jornada, desanimados e ainda a gradar, isto a faltar uma hora e meia para o final da prova.
Foto: José Caetano

Sem saber onde ir, acabei por ficar ao pé deles, engodo no pesqueiro, logo ao primeiro lance tiro uma boa tainha, 2 ou 3 lances depois tiro um bom sargo, começa um deles a duvidar da isca que estava a usar, pois não sentia nada.
Dei-lhe então sardinhas das minhas, e finalmente conseguiram apanhar peixe, tiro mais um sargo, mas com o subir da agua o peixe fugiu do pesqueiro, pego no balde de engodo e vou novamente para norte onde já tinha estado.
Agora já com mais agua, as condições eram bem diferentes, a agua não corria e o engodo trabalhava melhor no pesqueiro, na meia hora final, ainda consegui compor a pesca com 4 sargos e deixar fugir mais alguns a desferrar.
A pesca estava feita, agradou-me bastante este novo sopt, zona com uma paisagem magnifica e com peixe, fundamental claro está, agora é voltar novamente para ir criando circuitos, de modo a obter jornadas mais produtivas.

Depois de entregar o peixe, a organização presenteou os pescadores com um vasto leque de petiscos para aguçar o apetite, gambas fritas, petingas fritas, pipis, salada de orelha entre outros, tudo top, quase nem era preciso almoçar com tanta fartura he he.



Depois da pesagem realizada, mais comidinha da boa, uma sopa da pedra de alta categoria, virei 2 discos, havia ainda um 2º prato, carne à portuguesa, tudo bem regado com bebida à descrição, vinho cerveja, sumos, aguas, já para não falar das sobremesas variadas, que ainda tive de arranjar espaço para provar algumas.
Houve pescadores, pelos vistos faltaram à pesca e ao almoço também, ha ha!!Mas não digo nomes.

O ambiente estava bom, grande camaradagem e convívio, mas ainda faltava a entrega dos prémios e sorteios.
Esta prova foi ganha pelo Jorge Carvalho do Independente de Peniche, com uma grande pescaria, somando 40220pts, ganhou ainda o prémio para o maior numero de exemplares, com 65 peixes, 38 sargos e 27 tainhas, para ele os meus parabéns.
Em 2º lugar ficou o meu colega de equipa Miguel Serra, com 29280pts, ganhou ainda o prémio para maior exemplar, um robalo com 0,865kg.

A fechar o pódio ficou Jorge Soeiro com 23535pts, por equipas e clubes o Independente não deu hipóteses e saiu vitorioso.
Nas senhoras, Cátia Bertolo da GAP Magoito venceu com 3245pts , e nos juvenis Francisco Borga saiu vitorioso totalizando 2320pts, eu fiquei num honroso 7º lugar, e no sorteio, ainda fui brindado com uma caninha de bóia, uma Azimute da Barros, nada mau ;)

O ultimo classificado premiado, por coincidência ficou no lugar 69, levou um prémio de consolação.


Resta-me dar os parabéns à organização pelo convívio realizado, alto nível, só ao alcance de um grande grupo de trabalho se atinge este nível de excelência.

No ainda longo regresso até casa, como tinha bebido menos(álcool), tive de fazer de Ambrósio e trazer o carro, enquanto  os senhores lordes, desfrutavam da paisagem de pernil esticado he he 
Fica assim relatada mais uma aventura, mais se avizinham brevemente.
Aquele abraço e bons lances a todos.

6 comentários:

  1. Viva Pedro,
    Mais uma boa prova realizada por ti, essas fotos estão porreiras.
    Que fartura de petisco, depois a pinga até pede com esses pratos, tem que arranjar um motorista, para as provas:)
    Para acabar uma caninha da Barros:) bem bom:)
    Um dia em cheio certamente,
    Força ai um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas grande João,
      sabes como é, depois de uma pescaria, o apetite e sede ficam no auge, não conseguimos resistir he he he he, era mesmo uma boa opção ter um motorista para estes dias, assim podíamos encharcar a vela à vontade.
      A pesca não correu mal de todo, ainda me safei no sorteio com uma caninha bem porreira, tenho a certeza que vai matar uns sargos dos bons.
      Grande abraço e bons lances amigo.

      Eliminar
  2. Com que então o menino esteve na minha coutada ? Gostou do pesqueiro ? Taínhas podia apanhar agora do outro peixe eu é que não sabia se não pagavas a portagem ,olha que no dia anterior ao concurso saiu bons exemplares e pescar naquela zona tem que se lhe diga mas para mim é do melhorzinho adoro pescar ao nível da agua e levar com as ondas até ao cangote.
    Eu sabia que tinhas lá estado pois o Paulo Ricardo disse-me se calho a saber antes tinha lá ido dar-te um abraço
    Fica bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas companheiro Justino,
      Eu estive na sua coutada? Não o vi por lá, será que foi mesmo na sua coutada que estive?
      Aquilo agradou-me, deu uns peixes, o meu colega ficou um pouco mais a sul de mim e sacou mais peixe que eu, fez o 2º lugar, eu como não conhecia andei por ali aos papeis, deu para perceber que com a maré mais cheia, dá peixe daquele que nós gostamos e de bom tamanho, mas tirarei mais elações na próxima faina que lá fizer.
      Uma curiosidade, o concurso foi ganho onde costumo pescar, nas 3 Marias, o meu pai não veio, por isso não fui até lá, caso contrario a conversa tinhas sido bem melhor, digo eu!!!!
      Para não dizer que não lhe digo nada, fica já feito o convite, para o próximo domingo, convívio de pesca dos Filhos da Escola, Chão da Parada, prepare o material e venha fazer-me companhia, seja num pesqueiro qualquer.
      Grande abraço e boas sargalhadas, fico a aguardar rseposta.

      Eliminar
    2. Boas Pedro ,bonita narrativa de mais um bom dia de pesca em grande convívio com a malta,essa malta já ia bem animada:))))
      Grande abraço

      Eliminar
    3. Viva Alexandre,
      bota animada nisso, doidos mesmo, o que vale é que o taxista Ambrósio estava afinado e levou a malta até casa.
      Foi mais uma jornada bem animada, esperam-se mais dias assim.
      Aquele abraço e bons lances.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...