Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Nem tudo é mau

Ora viva caros amigos, como estamos na força máxima da época robaleira, ultimamente tenho dedicado todas as minhas idas ao mar, praticando a modalidade de spinning, com vinis, mas acima de tudo com amostras rígidas.
Em mente levo sempre a ideia de apanhar algum robalo de bom porte, mas após algumas investidas, com vários tipos de mar e altura de maré, os resultados tem sido fracos no que toca a peixe.

Até agora penas um kileiro se fez à amostra, e acabou num tabuleiro coberto de sal.
Apesar de tudo tenho passado excelentes momentos no mar, partilhando jornadas com outros colegas, este tipo de pesca tem este lado positivo.

Aqui a somar mais uma grade na companhia do Luciano Inácio, pescador do blog Grades na Praia.



Na ultima saída, na companhia do Eduardo não foi grade, mas andou lá perto ;)










Até começarem as provas competitivas, vou continuando a insistir, pode ser que a sorte me sorria, se isso acontecer vocês serão os primeiros a saber.
Abraços e bons lances a todos.

10 comentários:

  1. Comé Pedro!
    Andas a atacar em outras frentes :)
    Pois é não anda fácil de dar com eles, alguns têm mais sorte que outros, alguns insistem mais que outros e volta e meia vão saindo uns peixes aqui e ali...
    Com certeza que esse kileiro já te deu um bom momento, pois quando andamos muito tempo à procura deles e apanhamos um kileiro é uma alegria sentir um peixinho...
    O importante é não desistir, e tu tens aí uns bons spots que certamente encostaram alguns Robalos bons...
    Muito bem, não deixar lixo nos pesqueiros, tem de haver alguém com consciência no meio de tantos porcos que andam por aí a destruir a Natureza...
    Parabéns pelo peixinho, pelo relato e pela atitude...
    E quando deres com um dos bons não te esqueças de fechar bem a mochila ;))
    Abraço e força aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora viva mestre Lobo,
      nesta altura do ano com a ausência de competições, já é habito atacar no spinning, o tempo é que nem sempre é muito para lá ir quando realmente está bom.
      Aqui também vão saindo uns peixes, aos mais teimosos e que tem mais tempo disponiovel é claro!!
      Este quileiro já animou, neste tipo de pesca sentir peixe na ponta da linha anima logo, ficamos a pensar que podem andar por ali mais alguns, não foi o caso.
      A mensagem pedagógica de não deixar lixos nos pesqueiros, é sempre bom relembrar, de uma forma engraçada e não agressiva como esta, pode ser que desperte mais algumas consciências, aos poucos vai-se mudando mentalidades.
      Está descansado que saberão na hora assim te tropeçar nalgum tarolo, e o saco vai ficar fechado a cadeado he he he
      Grande abraço e continuação de bons lances.

      Eliminar
  2. Boas Pedro andas andas das com um barrote bem valente,bela narrativa de texto:)) muito bem em relação ao deixar lixo por ai espalhado essa malta que acorde para a vida.
    grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Alexandre,
      isso é que era bom, um barrote daqueles que fazem um gajo tremer!!!
      Da forma engraçada e diferente como a mensagem é tranmitida, pode ser que consiga chamar a atenção de mais alguns pescadores que ainda não estão consciencializados, cabe-nos a nós moldar mentalidades.
      Grande abraço e bons lances.

      Eliminar
  3. Boas Pedro,
    Bela pesca que fizeram, pena não serem litrosas! LOOOOOL
    Amigo, a pesca ao corrico é muito chibateira, de maneira que tens que ter paciência e ir insistindo que os resultados, mais tarde ou mais cedo, aparecerão ; )

    Saúde, da boa, e bom apetite! ; ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é grande marafado Paulo,
      bem que procuramos as litrosas, mas por azar era só grades de minis que por lá andavam he he he
      Paciência já tenho, com o tempo de pesca ao spinning vamos ganhando esse habito, agora quero é ganhar o habito de matar uns peixes compridos, o dia vai chegar tenho a certeza.
      Aquele abraço e boas fainas.

      Eliminar
  4. Hahaha o que eu já me ri. Tens mesmo jeito para estas coisas quando tiveres uma gopro (e tempo lol) até fazes vídeos editados com efeitos especiais e tudo tipo bodiões de 100 grs que eu apanho parecerem grandes barrotes hehe.
    Temos de voltar a insistir tenho a certeza que vamos ser recompensados este ano, é sempre um prazer poder pescar na tua companhia.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficou muito porreiro, com as fotos que tinha deu para fazer uma banda desenhada engraçada, mostrar o que representa pesca, amizades, convívio, sucesso, grades e deu acima de tudo para passar uma mensagem muito importante.
      A gopro era uma boa ideia, mas depois falta o tempo para edição de video, muito complicado.
      Não foi a primeira vez que partilhamos uma pescaria e tenho a certeza que não foi a ultima, companhia 5***.
      O peixe vai sair na próxima spinnadela, tenho a certeza ;)
      Grande abraço.

      Eliminar
  5. Olá Pedro, postagem esplêndida! Dá mais côr aos ditos relatos convencionais. O pormenor das minis está espectacular. Parabéns pelo comprido; venham mais desses! Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Marafado Nuno,
      um relato simples, mas com muito contexto e algum sentido de humor, assim talvez a mensagem passe melhor ;)
      Obrigado companheiro, certamente eles vão aparecer em breve.
      Grande abraço e bons lances.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...