Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Convívio de pesca no Varatojo

No passado domingo realizou-se mais um grande convívio de pesca no Varatojo, um dos mais conceituados no concelho de Torres Vedras, contou com a participação de 160 pescadores.
Contamos com a ajuda do bom tempo e um mar bastante aceitável, que ajudou na realização de boas capturas.


Obviamente não podia faltar, e tentar uma farta pescaria, a jornada foi preparada e estudada como sempre, o pesqueiro escolhido ia ser o Porto Chão, mas devido ás alterações nas condições do mar durante a noite, optei por descer na Ursa, fazer ai as primeiras horas de pesca e depois ir andando para norte ao encontro do meu pai.
A ideia era tentar umas salemas à bóia no buraco da Ursa, ou algumas tainhas, mas mais uma vez este pesqueiro não respondeu às expectativas(este é um pesqueiro a por de lado, muito bom aspecto, mas muito incerto no que toca a peixe), e na 1ª hora e meia a lata estava vazia, nem salemas, nem tainhas, apenas uns sargotes devolvidos e uma tainha que se desferrou.
Passei então para o plano B, ir caminhando para Porto Chão para tentar safar a grade, faço outro pesqueiro mesmo em frente à descida, mas foi mais um furo, a lata continuava vazia, a maré já descia, deixando as pedras perto do penedo do Zé Russo mesmo no ponto ideal para lá ir.
Mudo-me para lá e fico a pescar ao lado do meu pai e do Fausto, com um mar sargalheiro a prometer tiro 3 praticamente seguidos, mas foi sol de pouca dura, e depressa acabou o bom ritmo.
Sem sargos no pesqueiro tive de voltar-me para as tainhas, que não estando em fartura foram aparecendo e compondo a pesca, no final da prova tinha na lata 13 peixes, 9 tainhas e 4 sargos, uma pesca um pouco aquém das expectativas, mas isto na pesca é mesmo assim, nem sempre à rabo de sardinha.
Depois do trabalho feito era hora de descansar e forrar o estômago, com uns queijos frescos e uns apetitosos pipis, com o bom pão saloio, a puxar umas cervejinhas, enquanto se realizava a pesagem.
A festa continuou, e acabamos de forrar o estômago com uma saborosa feijoada, bem regada claro está, era hora de sabermos as classificações e entrega dos prémios.
Em primeiro lugar ficou o Nelson Inácio da G.A.P. Magoito, bem destacado com 28800 pontos, foi o pescador com o maior nº  de exemplares, com 25 peixes capturados na sua maioria tainhas e salemas, para ele os merecidos parabéns.
Em 2º ficou o José Dias da A.PE.CA.CO com 23100 pontos, foi o pescador que apanhou o maior exemplar da prova, um bonito robalo de 3,600 kg pescado à bóia, um belo peixe.
A fechar o pódio ficou o Vítor Bertolo também da G.A.P Magoito com 20660 pontos.
Eu ainda consegui um 17º lugar, por equipas ganhou a Bordinheira e por clubes a G.A.P Magoito, mas o dia ainda não tinha acabado, faltava ainda parar na Bordinheira, para dar cabo do leitão assado que calhou nas rifas a um pescador do clube.
Foi mais um dia de pesca e convívio de alto nível, este fim de semana voltamos a repetir a dose, mas desta feita  no «Independente» de Peniche.
Um abraço a todos o bons lances.


7 comentários:

  1. Boas Pedro,
    Melhores dias virão com certeza.
    Ja tenho tudo preparado para a minha '' primeira '' pescaria no mar a sério (da outras vezes que fui era mais na brincadeira).
    Pedro qual é o pesqueiro que me aconcelhas aqui nesta zona? Uma Barros 4mts de ação 20-60 chega para começar a pescar a boia? (desculpa as perguntas).
    Abraço e de preferência, lata cheia ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Sandro,
      antes de mais agradeço a vista e comentário, espero que a tua primeira pescaria tenha corrido bem e que tenhas trazido peixe na lata.
      Quanto à cana parece-me bem, chega perfeitamente para os pesqueiros da zona Oeste.
      Quanto aos pesqueiros aqui pela zona Oeste são muitas as opções, depende muito também da espécie alvo a capturar, mas para inicio aconselho pesqueiros onde consigas pescar perto da agua(nao ao nivel dela), mas com alguma altura de pedra onde possas estar em cima para conseguires controlar bem a pesca.
      Posso sugerir a Praia Formosa na rampa dos corcodilos e pedra que bole, na Assenta no porto de pesca e a norte do porto, nos Coxos na Ericeira etc...
      Se gostares de levar umas molhas tens muitos mais onde podes tirar bom peixe, principalmente são pesqueiros de maré vazia onde existam caneiros e pequenos buracos onde deixe aguentar a bóia e o engodo, é mais difícil lá pescar mas com os treinos vais aprendendo as manhas, podes consultar alguns aqui no blog, basta clicares no tema pesqueiros que se encontra no lado direito do blog e terás algumas opções.
      Depois vai dizendo como correram as pescarias, e se tiveres duvidas nao esites em perguntar que darei alguma ajuda.
      Um abraço e continua a passar por cá pois és bem vindo.

      Eliminar
    2. Bem Pedro, era pra ter ido esta tarde, mas quando ia arrumar a tralha lembrei-me que não tinha sardinhas pra engodo, e como não tinha ninguem em casa não fui comprar.
      Quando a minha mãe chegou do trabalho comprou um quilo e tal, amanha de manha vou apanhar uns ouriços na maré vazia para juntar com as sardinhas e á tarde vou pro porto dos barcos da assenta tentar enganar algum peixe.
      Espero conseguir apanhar algum!
      Abraço e obrigado pelas dicas.

      Eliminar
  2. Para a proxima correrá melhor Pedro! Ainda assim tiraste uns peixes!
    Eu dava o primeiro logar ao José Dias, que o robalo dele vale todos os 25 peixes do outro :P
    Um abraço companheiro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Farei por correr melhor, mas o importante é participar, se os bons resultados aparecerem melhor ainda.
      Pois eu também daria o 1º lugar ao José Dias, sou apologista de se valorizar e pontuar mais o peixe de qualidade, era uma forma de obrigar a mudar de estratégias de pesca tentando capturar melhor peixe, mas a competição e isto mesmo.
      Um abraço e continuação de bons lances.

      Eliminar
  3. óóóóóoooooo Pedro constou-me que houve por ai um marmanjo que conseguio um milagre defaturar umas salemas no ultimo reduto, para não falar da sementeira e canas partidas o redneck no seu melhor e agora anda a tirar umas lições com o M.Serra ás tainhas vai ser dificil ai vai ,vai abr R.C

    ResponderEliminar
  4. É verdade, o gajo paras as salemas não há pai é sempre a virar milho, tal como para partir, perder canas no mar, é também o maior he he...
    Tenho de me por à viva com ele, se aprende a apanhar tainhas ai é que levo sempre no pelo he he...Escolheu bem o professor, eu teria feito a mesma escolha, 5 estrelas.
    Um abraço e bons disparos

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...