Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sábado, 15 de março de 2014

O mar cai e é isto!!

Basta o mar dar umas tréguas e é o costume, redes e aparelhos espalhados pela costa, o que é normal.
Mas com um mar tão grande, tem que os vir montar cá fora em cima da malhada, depois admiram-se de acontecerem acidentes.
Eu não sei qual a distancia mínima da costa para colocação destas artes, pesquisei na net e não encontrei nada, mas calculo que não seja a esta distancia, alguém sabe?









Onde andam as autoridades que não vem nada!!!!
Fotos tiradas esta semana na Praia da Assenta.

17 comentários:

  1. Boas Pedro,
    Infelizmente por aqui sucede o mesmo, já tenho dado com eles dentro da distância de lance e volta e meia lá fica uma chumbada, não existe o menor respeito, e acabam por se aproveitar da manifesta falta de fiscalização para ignorarem as distâncias impostas por Lei, além destes pescadores colocarem em perigo a sua própria segurança.
    O mar é realmente enorme, infelizmente a natureza humana quer movida pela ganância ou pela necessidade torna-o ás vezes muito pequeno.

    Deixo-te aqui o excerto da Portaria infra, e também podes consultar o Decreto Regulamentar n.º 43/87 de 17 de Julho, que legisla também sobre este assunto.

    Forte abraço,

    Portaria n.o1102-H/2000
    de 22 de Novembro
    Artigo 4.o
    Áreas de pesca
    1 — É proibido o exercício da pesca com redes de emalhar a uma distância inferior a um quarto de milha da linha de costa, com excepção do disposto no n.o4 e da pesca com rede «majoeira».
    2 — Entre um quarto de milha e 1 milha de distância à linha de costa, a pesca com redes de emalhar só pode ser exercida por embarcações de comprimento de fora a fora (cff) não superior a 9 m.
    3 — É proibido o exercício da pesca com redes de emalhar a uma distância inferior a 1 milha da linha de costa, nas águas da subárea da Madeira da ZEE.
    4 — O disposto no n.o1 não se aplica nas águas da subárea dos Açores da ZEE.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas José,
      antes de mais agradeço a informação fornecida, é que tinha pesquisado mas não consegui encontrar.
      Quanto à questão em concreto, já vi que é mal geral, e sou apologista da tua ideologia, a falta de patrulhamento faz com que sejam cometidas estas e outras infracções, depois a ganancia do homem faz o resto, um desrespeito completo.
      Vamos tentando chamar a atenção, um abraço e bons lances

      Eliminar
    2. CARO AMIGO EU CONCORDO COMTUDO O QUE DIZES POIS É BEM VERDADE, COM UM MAR TÃO GRANDE ESSES GAJOS VÊEM MONTAR OS APARELHOS EM CIMA DE NÓS QUE PESCAMOS COM UMA CANA NA MÃO, MAS DE UMA COISA EU SEI PELA LEI EM VIGOR É PRÍBIDO ELES LARGAREM REDES, APARELHOS OU ATÉ FAZEREM ARRASTOS A MENOS DE 250 MTs DA LINHA DE COSTA, MAS MESMO ASSIM A POLICIA MARITIMA NÃO FAZ NADA APENAS SABEM É VIR TER COM A GENTE DE CANA NA MÃO E ARRANJAREM UMA FORMA DE PASSAR UMAS MULTAS PARA LHES ENCHERMOS O CU , FILHOS DA PUT.... NÃO VALEM NADA MESMO NADA POIS ELES SABEM QUE NÓS NÃO FUGIMOS PORQUE TEMOS LICENSA MAS NO ENTANTO ELES PROCURAM E VASCULHAM AS NOSSAS COISAS À PROCURA DE FACAS E UM SIMPLES CANIVETE (faca), É O SUFICIENTE PARA ELES DIZEREM OU ALEGAREM DE QUE A FACA É DE MARISCAR, E EU SÓ ME RI PARA ELES POIS PENSEI QUE ERA BRINCADEIRA DELES , TINHA A FACA COM 10 CM DE LAMINA PARA CORTAS OS FILETES DA SARDINHA E ELES EMBIRRARAM E DISSERAM E MULTARAM-ME COM 350€ DIZENDO QUE EU ERA MARISCADOR, E EU RESPONDILHES SE FOSSE MARISCADOR EU NÃO VINHA COM UMA CANA À PESCA E NÃO TRAZIA UM CANIUVETE MAS SIM UM FACALHÃO PARA ARRANCAR OS PERCEBES OU MEXILHÃO E LAPAS, NÃO É? MAS O DINHEIRO DAS NOSSAS LICENSAS NÃO SERVEM PARA NADA A NÃO SER PARA LHES PAGAR OS ORDENADOS E TB IR PARA O FUNDO DE PESCA PARA OS PESCADORES PROFISSIONAIS EMBARCADOS, É ASSIM O NOSSO PORTUGAL E O LIXO DESTA GENTE TODA QUEM ESTÁ MAL SOMOS NÓS QUE TIRAMOS LICENSAS E PAGAMOS PARA ESTAR LEGAIS MAS PARECE QUE QUEM TIRA UMA LICENSA PARA APANHAR 2 OU 3 PEIXINHOS É QUE ESTÁ ILEGAL, SEGUNDO ESTA PORCARIA DE FISCAIS E POLICIAS MARITIMAS É TUDO IGUAL AOS CHULOS DO GOVERNO ROUBAM TODOS À DESCARADA E NÓS NÃO TEMOS OUTRA SOLUÇÃO SENÃO PAGAR-MOS E NÃO BUFAMOS, NÓS É QUE ESTAMOS MAL E ELES AINDA SE RIEM NA NOSSA CARA E GOZAM SEM MEDO ALGUM DE QUALQUER CONSEQUÊNCIA. TENHO PENA QUE O MU PAÍS SE TORNOU NO QUE É HOJE EM DIA.

      Eliminar
  2. Es una vergüenza Pedro, en España pasa lo mismo, echan redes a menos de 100m de la costa y las autoridades no intervienen, sin embargo a los pescadores deportivos les piden la licencia casi siempre, en fin es lo que tenemos Pedro, Un abrazo compañero

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Salah,
      Pelos vistos não é só em Portugal que isto acontece, é como dizes uma vergonha, uma falta de respeito, principalmente por nós pescadores apeados, existe ainda uma diferença entre os nossos países, é que ai a policia marítima ainda se da ao trabalho de patrulhar a costa e pedir a licença de pesca.
      Muito provavelmente esta situação vai continuar a acontecer, temos de ir demonstrando nosso descontentamento.
      Um grande abraço de Portugal e bons lances

      Eliminar
  3. Aqui um pouco a sul da ericeira, na zona de magoito até à aguda é a mesma coisa.. Ainda ontem e hoje lá andava um secalhar nem a 100m de distancia e é sempre o mesmo artista...Hoje ainda mandei vir com ele, pa se afastar mais e ele mandou vir cmg e pronto seguiu como se nada fosse...E existe um posto da policia mesmo ali mas que nada fazem porque não querem ver...

    Cumps.

    Daniel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite Daniel,
      antes de mais obrigado pela visita e comentário bastante oportuno, eles andam por todo o lado, abusando da perseverança das autoridades que facilitam essas pescas, fechando os olhos.
      Nessas situações, depois de avisarmos, e eles não ligarem nenhuma ao nossos apelos, é pedrada ou chumbadas pra cima deles, pode ser que percebam que estão a infringir a lei, as autoridades encarregues de fazerem um apertado controlo já nem vale a pena referir, penso que todos sabem, que nada fazem.
      Um grande abraço Daniel, e continua a passar e comentar neste nosso espaço de partilha pois és bem vindo, vai acompanhando as novidades e historias minhas e deste grupo de amigos.

      Eliminar
  4. Do mesmo mal passamos nos por aqui na zona centro .... e de nada adianta contactar autoridades pois come tudo do mesmo saco.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está visto que é um mal geral, mas vamos tentando alertar estas situações para que talvez um dia possam deixar de acontecer.
      Um abraço caro anónimo e continua a passar aqui pelo blog e comentar sempre que achares pertinente.

      Eliminar
  5. É começar a atirar pedras de calçada aos gajos! Isto é um reflexo da mentalidade da chica espertice da malta, querem é safar-se, kaga nos outros...

    Um abraço Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Cristovão,
      isso não vale a pena, porque eles ignoram, mas de vez em quando se um barco virar, caso eles tiverem a sorte de não morrerem, aprendem a lição e não voltam a vir cá fora à malhada.
      Sem duvida um desrespeito por nós pescadores apeados.
      Um abraço e continuação de bons lances.

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Boas Master
      é uma pena que assim seja, mas é mesmo a realidade dos factos.
      Um abraço e bons lances companheiro

      Eliminar
  7. Alô Pedro!
    Esses até não estão muito perto, para o que eu tenho visto por aí...
    Enfim, a fiscalização anda é em cima dos lúdicos como sempre....
    Saude.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não dava para vir mais fora pois o mar ainda fazia vaga, mas nos dias seguintes as redes e aparelhos estavam montados mesmo entre as pedras que se vem nas fotos.
      A policia marítima em cima dos pescadores lúdicos, só se for ai, porque aqui nem vê-los, e olha que fazia muita falta, a malta leva tudo a eito, principalmente polvinhos que parecem aranhas entre outras miniaturas.
      Um abraço companheiro.

      Eliminar
  8. Pois é amigo Pedro,depois foi azar,e coiso e tal,emfim palavras para que,esta a vista de todos,menos daqueles que não querem ver,abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente dizem isso depois de acontecer, mas quando lá andam nem pensam nisso, como bem dizes está à vista de todos só não vê quem não quer.
      Será complicado respeitar os outros? Se eles próprios não se dão ao respeito, é uma ganancia pegada.
      Um abraço e as pescas possíveis companheiro Alexandre

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...