Este espaço destina-se à divulgação da pesca, em especial da pesca à bóia e da pesca de competição, onde relato as minhas pescarias e aventuras na região Oeste e não só.

Segue-me no Facebook

sexta-feira, 28 de março de 2014

Treinar para a meia maratona

Este domingo realizou-se a 4ª prova do campeonato de pesca da Bordinheira, mais uma vez fomos brindados com um marzinho daqueles que a malta tanto gosta, he he he, bem mexidinho, com tons acastanhados, o que vale é que já nos habituamos.
O tempo até que não esteve mau, um dia solarengo com uma ligeira brisa, mas que não estorvava a acção de pesca, o pior foi mesmo os fortes enchios, divido ao período da vaga ser bastante alto, ajudado pelo descer da maré, abalava com toda a agua e engodo dos pesqueiros.
Para esta jornada, leva estudado um plano de pesca bem elaborado, mas bastante puxado, para tentar tirar partido de alguns spots nas melhores horas de maré, era quase um treino para a meia maratona, com uma grande área de costa para percorrer.
Aqui está o plano de pesca executado nesta jornada, a vermelho o 1º trajecto, a verde a 2ª parte da jornada, e a azul o regresso e espera da boleia, no total da jornada foram percorridos sensivelmente 4,5kms, desde Cambelas até à Praia da Foz.


Para inicio de jornada apostei na Ursa, mais propriamente no Castelinho, este não é um dos meus pesqueiros de eleição, mas como as condições me agradavam e deixava pescar razoavelmente, resolvi apostar aqui.
Depois de descer a arriba, o ritual do costume, preparar o engodo, sardinha para isca e montar a cana com fio 0,18mm e uma bóia de 3 grs, partilhei o pesqueiro com o amigo Carlos Maria.
Depois de engodar bem o pesqueiro, foi só por a pesca lá dentro e pouco depois a bóia afunda e eu dou o toque, do outro lado um sargo, a grade já estava safa, mais alguns lançamentos e nova ferragem, uma arrancada bastante energética proporcionou uma boa luta, daquelas que já não sentia à algum tempo, que saudades!!!
Com calma trabalhei o peixe, que acabou por ficar a seco com a ajuda da onda, a coisa prometia, mas com a maré a descer rapidamente deixei de ter agua no pesqueiro e tirei apenas mais uma tainha.
Depois começou o treino, tralha às costas, e vou mais para sul até à Ponta da Vela(Cabelas), pesqueiro com óptimas condições, mas nem um único toque, toca de arrancar ferro.
Próxima paragem Porto Chão, reencontro com o meu pai, que ainda não tinha sentido nada, mais uma tentativa num buraco com condições para dar uns peixes, mas eles não apareceram à chamada.
Não insisti muito neste spot, voltei a mudar de pesqueiro, digo ao meu pai, vou até à Foz ver se as salemas lá estão, depois apanhas-me lá.
Chego ao pesqueiro mesmo na hora certa de maré, com grande fezada neste pesqueiro, engodei bem forte para ver se entravam as salemas, tentei com sardinha, com limo, mas delas nem sinal.
Faltava meia hora para a prova acabar e desisti das salemas, e fui gastar o resto do engodo em cima da laje de Gentias, na esperança de apanhar alguma tainha, ainda consegui ferrar 2 mas apenas tirei uma, a outra desferrou.
A pesca estava feita, o resultado não era bom, mas para as condições do mar era satisfatório, na lata tinha 2 tainhas e 2 sargos, foi uma espécie de treino para a meia maratona, também uma forma de emagrecer um bocado, além de abrir o apetite para o almoço, como se isso fosse preciso he he he!!! 
Depois das pesagem realizada onde apenas 18 concorrentes conseguiram safar a grade acabei por ficar em 6º lugar com 6520 pontos, em primeiro lugar ficou o Paulo Ribeiro com 11250 pontos, para ele os meus parabéns.

Em 2º ficou o César Ribeiro com 9900 pontos, e a fechar o pódio ficou o Miguel Serra com 8250 pontos, os 3 lugares do pódio foram alcançados no pesqueiro do Cavalinho, com umas típicas pescas desta altura do ano, salemas e tainhas.
Com o campeonato ao rubro, temos fazer uma pausa, pois começam agora os concursos anuais de outras Colectividades e Associações, que se irão realizar praticamente todos os fins de semana, com os devidos relatos aqui no blog, claro está.
Um abraço a todos e boas fainas.




8 comentários:

  1. Bem Pedro,
    Fazer assim competição, tenho que te dar todo o mérito, pois percorrer essas distâncias para safar uns pexecos para pontuar... Vai lá, vai... Sofre-se muito... LOL
    Tens que fazer mas essas distâncias para dar com uns pexes compridos... Para o forno... LOL

    Forte Abraço e toca a manter essa forma física! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A malta bem se esforça para matar uns peixes, o que nem sempre é possível,mas pelo menos sei que dei tudo, e muitas vezes o peixe nem é de grande qualidade, mas a competição assim o obriga, eu gosto de transpirar um bocado é uma boa maneira de perder uns quilos também.
      No spinning é igual, mas a disponibilidade que tenho não deixa fazer maratonas como deveria para apanhar uns babalos, mas sempre que posso e o mar deixa vou lá mandar umas amostras.
      Um abraço e bons lances

      Eliminar

  2. Grande Pedro e grande estafa..haha. É preciso ter uma boa capacidade física para andar tanto...uiiii..:-) Parabéns a todos os participantes pelo treino, agora venham as provas..:-)

    Um grande abraço amigo

    Luís Malabar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quem não está habituado custa, mas para mim nem tanto, ainda pois a idade não pesa, e posso fazer estas maluqueiras, o tempo de acalmia há-de chegar.
      É uma boa maneira de cansar o corpo e emagrecer um pouco, embora não se note muito he he he...
      Obrigado Luís, um grande abraço

      Eliminar
  3. Largos recorridos Pedro, hay que tener buenas condiciones fisicas hehehe, felicidades a todos los que participaron en el concurso, un abrazo amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda são uns bons kms sim senhor, a condição física não é a melhor, mas não é má de todo, ainda dá para estas maluqueiras.
      Obrigado pela força e bons lances para ti.
      Aquele abraço de Portugal

      Eliminar
  4. Ora cá estamos amigo Pedro, ó tempo que a gente não se via. Mais uma grande jornada em que eu também participei, e mais uma grande almoçarada e convívio. Anteriormente eu admirava-me muito destes percursos do meu amigo, agora como já ando (quase) no mesmo, e como já assisti a isso muitas vezes já não me admiro nada. Foi uma jornada pobre de capturas, mas mesmo assim com as condições que estavam quem não gradou já não foi mau. Ontem já se fez mais uma prova com melhores capturas, vamos aguardar pelas notícias. Vou mandar umas fotos. Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Pois, já passaram umas boas horas he he...é sempre com grande satisfação que leio os seus comentários sábios aqui no blog, muitas vezes dão um ponto de vista de outro prisma do que vejo, isso é importante para mim, obrigado amigo.
    Esta foi mais uma pobre jornada em capturas, mas como sempre rica em convívio como manda a regra, o que estamos habituados.
    Pois como já me conhece e já teve o prazer de partilhar grandes pescarias em competição comigo já sabe como sou, sempre a andar em busca de uns peixes perdidos, muitas vezes exagero, mas a cabeça assim o obriga se não já não sinto que dei o máximo para por os planos e objectivos em pratica, nem sempre corre bem, mas quando corre sinto que o esforço valeu a pena, a pesca é isto mesmo!!!
    Ontem foi um dia bom de pesca, se fosse a serio a conversa era outra, mas certamente não chegava porque o cavalinho não o permitia, assim fiquei extremamente satisfeito por ver o Hélder a trabalhar bem o pesqueiro, ele merecia uma classificação melhor pelo que trabalhou, dureza pura e dura, num dia complicadissimo, mas a historia sairá brevemente.
    Um grande abraço e até domingo para nova luta.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...